Quatro policiais militares acusados de matar dois adolescentes e outros dois jovens foram absolvidos pela Justiça na terça-feira (05). Segundo decisão do juiz Daniel Surdi Avelar, os policiais agiram em legítima defesa em um confronto ocorrido em setembro de 2019 na Rua Major Fabriciano do Rêgo Barros, no bairro Hauer, em Curitiba.

Os mortos eram suspeitos de terem roubado um veículo Tucson, que tinha alerta de roubo. Na perseguição, o carro em que eles estacam capotou e imagens de câmeras de segurança registraram o momento da chegada dos policiais. Na época, a perícia apontou que os PMs dispararam 36 vezes, acertando 17 tiros nas vítimas.

Na decisão, o juiz reforça que consta nos autos, a apreensão de três revolveres e uma pistola com as vítimas, e que o carro que eles dirigiam um veículo roubado. Além disso, o Ministério Público do Paraná, que era o autor da ação, pediu a absolvição dos réus.

Segundo nota da defesa dos quatro policiais, o resultado comprova que a ação foi correta diante dos fatos. “A ação legitima dos policiais foi reconhecida pelo Juiz, absolvendo não somente os homens que ali estavam acusados, mas fundamentalmente o trabalho da policia militar do Estado”, relatou a nota do advogado Cláudio Dalledone.

Pantanal

Juma atira nos pés de Jove

Loterias

Veja o resultado das loterias desta terça-feira!

Inverno Chegou

Veja como será o primeiro dia de inverno em Curitiba

Além da Ilusão

Lorenzo declara seu amor por Letícia