A Polícia Civil do Paraná está alertando a população pessoas má intencionadas que estão se valendo da pandemia do coronavírus para aplicar golpes. Estelionatários já articulam novas formas de enganar as vítimas, seja de forma presencial ou virtual.

Em alguns estados do Brasil, segundo a Polícia Civil, criminosos estão se passando por servidores da saúde para fazerem visitas às casas das pessoas. Com um formulário falso, eles pedem informações como o número de idosos na residência, RG e CPF para praticar crimes ou mesmo cometer assaltos.

LEIA MAIS – Paciente suspeito de coronavírus é perseguido ao fugir de UPA na RMC

“Ninguém da Secretaria da Saúde faz esse tipo de levantamento. As pessoas não devem fornecer qualquer tipo de dado em caso de golpes desse tipo”, explica o delegado Emmanoel David, da Delegacia de Estelionato.

Virtual

Já no mundo virtual, um golpe frequente é feito pelo telefone. O truque funciona da seguinte forma: o bandido se passa por um vendedor de marcas de varejo para oferecer ofertas e descontos especiais, já que as compras online estão em alta durante a pandemia. Eles pedem o código PIN do seu celular, uma chave de segurança do aparelho. 

Com isso, eles conseguem o acesso ao seu WhatsApp para assediar seus contatos a fim de obter uma transferência bancária para o conta do golpista.

Neste caso, a orientação policial é que a pessoa não forneça dados pessoais e sempre peça um tempo para verificar depois com a fonte oficial da empresa sobre a promoção. O mesmo vale para pedidos de doação de entidades filantrópicas e associações.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: