Três pessoas suspeitas de envolvimento na morte do motorista de aplicativo Ricardo Gonçalves Habitzreuter, 26 anos, foram presas pela Polícia Civil de Araucária. Cláudia da Silva Pires, 30 anos, e Bárbara Ellen das Neves, 28 anos, foram presas na noite de sexta-feira (27) em ações distintas na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Também suspeito de ter envolvimento no crime, Lucas Matheus Godói de Paula Ferreira, 21 anos, foi localizado em Guaratuba, no litoral do Estado. O outro homem suspeito de participação, Thiago de Souza Januário, 18 anos, está foragido.

Conforme a polícia, as prisões aconteceram por meio de denúncias anônimas. O delegado-titular da Delegacia de Araucária, João Marcelo Renk Chagas, afirma que Ricardo foi vítima de um latrocínio. O crime aconteceu de forma premeditada na noite do dia 23 de abril. Na ocasião, as duas mulheres teriam convidado Ricardo para ir até a residência em que moravam, situada no bairro Tatuquara.

“Nós começamos as investigações e descobrimos que ele conhecia essas moças. Ele teria se envolvido com uma delas, que era garota de programa, e o Ricardo contava para elas que tinha muito dinheiro, o que levantou o interesse das mesmas. Os suspeitos então simularam um roubo, onde o motorista foi levado junto com a dupla de homens para efetuar os saques, mas como o rapaz não tinha o dinheiro, acabou morto”, explicou o delegado.

O corpo do rapaz, que era motorista de aplicativo, foi encontrado às margens da represa do Passaúna, em Araucária, na RMC. A reportagem apurou que as prisões são preventivas, ou seja, valem por tempo indeterminado. As duas mulheres, foram detidas entre sexta-feira (27) e sábado (28), em Araucária e também em Fazenda Rio Grande.

Foto: Atila Alberti
Presas suspeitas de participar do assassinato do motorista de app. Foto: Atila Alberti

Acidente Fatal

Horas depois de o corpo do jovem ter sido achado no lago da represa do Passaúna, os bandidos que estavam com o carro de Ricardo, um Renault Logan, causaram um acidente. A colisão, que envolveu outros dois veículos, aconteceu na Linha Verde, no Tatuquara, em Curitiba, e matou um dos motoristas na hora. Vandré Evandro Ferreira, 38, que era um técnico de TV, foi prensado dentro do próprio veiculo.

Os bandidos abandonaram o carro roubado no local do acidente e conseguiram fugir. Segundo a Polícia Civil, dois inquéritos foram abertos paralelamente para investigar o caso, um pela Delegacia de Araucária, para apurar o crime, e outro pela Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba (Dedetran, para apurar o acidente que vitimou o técnico de TV.

Corpo encontrado no Passaúna é o de motorista de aplicativo