Um investigador de polícia e um agente de operações suspeitos de exigir o pagamento de R$ 500 semanais de feirantes de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, foram presos Polícia Civil do Paraná nesta segunda-feira (7).

LEIA MAIS – Vereadores votam orçamento de R$ 9 bilhões de Curitiba. Povo quer obra, segurança e saúde

De acordo com a polícia, eles foram detidos pelo crime de concussão – aquele em que servidores públicos utilizam suas funções para exigir vantagens indevidas, pessoais ou para outras pessoas. Além dos dois mandados de prisão preventiva, três de busca e apreensão também foram cumpridos em Colombo.

VIU ESSA? “Não vou ser a próxima Marielle”, diz Carol Dartora após ameaça de morte

“Em razão dessa suposta prática criminosa, foram solicitados à justiça os mandados de prisão preventiva dos suspeitos, bem como as buscas em suas respectivas residências e na Delegacia de Polícia do Alto Maracanã”, informou a Polícia Civil, que segue investigando o caso.