A Unidade de Saúde Augusta, na CIC, em Curitiba, foi alvo de ladrões na madrugada desta sexta-feira (11). Em um dos piores momentos da pandemia de coronavírus na capital, os ladrões levaram equipamentos e medicamentos usados no tratamento da Covid-19. Foram furtados um galão de oxigênio, oxímetros (aparelho usado para medir a saturação do sangue para quem tem crise respiratória), aspiradores de secreção e até equipamentos usados para a intubação de pacientes mais graves. Também foram levados medicamentos, luvas cirúrgicas e potes de álcool gel.

LEIA TAMBÉM

> Curitiba vacina pessoas com 56 anos contra a covid-19 nesta sexta-feira

Vacinação em Pinhais, Colombo e mais! Veja cronograma da RMC e Litoral desta sexta

Teve reação após a vacina contra a covid-19? Isso pode ser um bom sinal; entenda

Funcionários da unidade perceberam o crime ao chegarem para trabalhar. A ala de atendimento a pacientes com Covid-19 estava toda revirada. Os ladrões entraram pelo portão da frente da unidade, que foi arrombado. Com isso, o início do atendimento no posto da Augusta atrasou nesta sexta para que os funcionários pudessem limpar o local e receber novos equipamentos.

Interior da unidade de Saúde após a invasão. Foto: Colaboração

“Essa ação gerou prejuízo à comunidade porque atrasou o atendimento nesta sexta-feira. Sem contar a frustração de toda a equipe de saúde que trabalha nessa pandemia há 15 meses sem parar. É muito revoltante, muito triste”, lamenta o chefe do distrito sanitário da CIC, Cléverson Fragozo. “Quem é a população, porque atrapalha o atendimento de quem precisa e ainda gera prejuízo ao cofre público”, conclui Fragozo.

VIU ESSA? Curitibana vive sonho de infância ao estagiar na Nasa, “pra chegar lá, não foi moleza”

Com a reversão das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em atendimento exclusivo para casos graves de Covid-19, as 19 unidades básicas de saúde, incluindo a Augusta, estão com a demanda de atendimento ainda maior. Por dia, a unidade atende em média 100 pacientes, chegando a 150, boa parte com suspeita de Covid-19. A prefeitura registrou um Boletim de Ocorrência on line para apuração da Polícia Civil.