A partir deste sábado (1º de fevereiro), motoristas de aplicativos (Uber, 99 e Cabify) que não estiverem cadastrados na Urbs, empresa municipal que gerencia o transporte coletivo na capital, poderão responder pelo artigo 231 do Código Brasileiro de Trânsito, ou seja, multa gravíssima (R$293,47) e ter o veículo apreendido.

Último dia do cadastro de motoristas de aplicativo na Urbs, antes do início da fiscalização em Curitiba, termina nesta sexta-feira. Motoristas fazem fila desde às 8h na sede do órgão, que fica na rodoferroviaria.

Posted by Tribuna do Paraná on Friday, January 31, 2020

A proximidade desta data gerou um grande movimento na Urbs, que começará a exigir que o motorista esteja cadastrado para realizar a atividade de transporte remunerado de passageiros em Curitiba. Na manhã desta sexta-feira a fila era grande de motorista atrás de atendimento.

“Fizemos o cadastro online, mas não conseguimos alterar e a Urbs não dá resposta pra gente. Vai dar tempo de resolver isso hoje?”, questiona Roberto Santos Pavaneli, que atua há seis meses no sistema de transporte remunerado de passageiros. “A grande maioria dos motoristas reclama sobre isso. Queremos rodar tranquilamente e sem essa pressão da multa”, reclamou Evandro Souza, que trabalha desde julho com aplicativo de transporte. Os primeiros de uma fila formada entre eles chegaram antes das 8h. As senhas começam a ser distribuídas 12h30.

Sidnei busca uma solução para um problema no cadastro que se estende desde o início do procedimento, em outubro de 2019.

“É muito descaso. Eles alegam que deixamos para a última hora, isso não é verdade. O meu está desde o começo e quero uma solução”, ressaltou Sidnei Alves de Oliveira, que trabalha um ano como motorista.

O assunto é polêmico e gerou até um protesto de motoristas de aplicativo, que circularam entre Curitiba e São José dos Pinhais em busca de uma solução para um cadastro único. A Urbs vai divulgar dados atualizados apenas às 12h30, mas até a última sexta-feira (24), eram 10 mil motoristas cadastrados e outros 7,2 mil com documentação pendente.

Em São José dos Pinhais, por exemplo, a prefeitura já divulgou a mudança com relação à vida útil dos carros, um dos itens questionados no protesto desta semana.

Como fazer o cadastro?

O motorista deve preencher dados pessoais, como o número da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com anotação do exercício de atividade remunerada (Ear), endereço e dados do veículo. O cadastro é pelo site da Urbs.

Cadastro segue até segunda ordem

A Urbs ressaltou que esta sexta-feira não é o último dia para o cadastro, mas sim o último dia antes da fiscalização ser iniciada. Por isso, o cadastro segue continuamente já que a cada dia novos motoristas iniciam o trabalho com aplicativos de carona.

Decreto de Greca

O cadastro foi iniciado em 21 de outubro de 2019. A medida obedece ao decreto assinado pelo prefeito Rafael Greca em agosto, que amplia a regulamentação do serviço na cidade. A Urbs explica que uma das principais funções do cadastro é inibir que veículos clandestinos circulem por Curitiba.

A reportagem questionou a Urbs sobre as reclamações dos motoristas e o órgão informou que estão irão receber atendimento, tanto online quanto pessoalmente.