A praça em homenagem às vítimas da covid-19 construída pela prefeitura em um terreno público na esquina das ruas Cruz Machado e Visconde de Nacar, no Centro de Curitiba, com um custo em torno de R$ 500 mil, ficou pronta e foi entregue pelo prefeito Rafael Greca (DEM) na quarta-feira (30). Desde que foi anunciado, o projeto gerou polêmicas e muitos comentários nas redes sociais, especialmente pelo custo da obra, que foi executada durante a pandemia, em um espaço de cerca de 200 metros quadrados.

LEIA MAIS

> Curitiba retoma vacinação geral até 45 anos e mais nesta semana, garante secretária

> Praça de meio milhão de reais em plena pandemia? Leitores reclamam do gasto em Curitiba

> Praça “Memorial da Saúde” é construída em Curitiba pra homenagear vítimas da covid-19

Para os leitores, os recursos para o novo espaço deveriam ser aplicados em outras áreas prioritárias. Mas segundo resposta dada pela prefeitura em março deste ano, o local já tinha previsão de obras para melhorias e integração ao meio urbano. Ainda conforme a administração municipal, a destinação do dinheiro para obras como esta é definida pela previsão anual de investimentos, que leva em conta consultas públicas e também, a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei Orçamentária Municipal, entre outras regras.

Praça ainda em obras, em março de 2021. Fotos: Átila Alberti/Tribuna do Paraná

Pra ficar na memória

O Largo da Saúde é o novo logradouro de Curitiba destinado a homenagear quem perdeu a vida para a covid-19 e os profissionais dedicados ao seu combate desde o início da pandemia, em 2020. Durante a cerimônia de entrega, o prefeito citou entre os homenageados a enfermeira Valdirene Aparecida dos Santos Ferreira; o comandante da Guarda-Municipal, Odgar Nunes Cardoso; o vereador Jairo Marcelino; o vice-prefeito emérito de Curitiba Algaci Túlio; e o médico Willian Quinto Maldonado – todos vítimas da infecção por novo coronavírus.

“Que fique como memória desse tempo de provação pelo qual todos nós passamos e, na paisagem, como orgulho de Curitiba pela sua equipe de saúde”, disse o prefeito, lembrando que ele está entre os mais de 220 mil curitibanos recuperados. “Entregamos esse espaço à cidade em memória a todos os nossos que se foram”, completou Greca.

Também acompanharam a entrega os familiares dos homenageados e autoridades como o vice-prefeito Eduardo Pimentel e a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.  

Arte e melhorias

largo da saude
Nova espaço fica na esquina das ruas Cruz Machado e Visconde de Nacar. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

O espaço fica na esquina com a Rua Visconde de Nacar e é composto por três painéis – dois deles trazem obras de Antônio Maia, representando o “Espírito dos Pinhais”, e o terceiro, um poema do escritor uruguaio Eduardo Galeano, um tributo às vítimas da pandemia.

No local, conforme a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, foi executado calçamento em petit pavê e concreto, com melhoria na acessibilidade e iluminação cênica, recuperando a paisagem urbana de uma área que se encontrava ociosa.