Aliando interesses comerciais a um projeto de revitalização do Centro de Curitiba, garantindo a segurança da população nessa região, algumas praças localizadas em áreas críticas podem passar a receber grandes eventos gastronômicos em breve.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A ideia, apresentada à Prefeitura de Curitiba na última sexta-feira (15) por alguns empresários, representados pelo Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares de Curitiba (Sindiabrabar), seria viabilizar um boulevard gastronômico na Praça Osório, podendo expandir o projeto para outros espaços.

Empolgado com o projeto, o prefeito Rafael Greca já colocou a Praça Eufrásio Correia, localizada em frente ao Shopping Estação, na fila para participar dessa iniciativa também. “É nossa intenção trazer as famílias de volta ao Centro. As iniciativas dos projetos gastronômicos e atividades que movimentem a região são bem-vindas, desde que feitas com segurança e dentro dos horários que respeitem quem mora na vizinhança. Serão estudadas possibilidades de atividades semanais nas praças. Às quartas-feiras, na Eufrásio Correia, sábados na Osório e aos domingos na Praça da Ordem”, disse o prefeito.

+Leia também: Nova faixa exclusiva para ônibus começa a funcionar em Curitiba

Ponto de atração

Segundo o presidente do Sindiabrabar, Fabio Aguayo, no entorno da Praça Osório há 28 novos estabelecimentos, entre bares e restaurantes representados pela categoria. “E há mais gente querendo ir para lá”, disse.

De acordo com o arquiteto Orlando Ribeiro, o objetivo do projeto é levar mais vida ao Centro e promover o desenvolvimento do comércio local. “A ideia é que as feiras já realizadas na Osório sejam janelas de oportunidades para novas iniciativas”.

A proposta do Sindiabrabar deverá ser encaminhada à avaliação para Secretaria Municipal do Urbanismo e o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

Golpistas utilizam seus dados para faturar grana na rodoviária. Cuidado!