A prefeitura de Curitiba descarta a reabertura de escolas e centros de educação infantil (CEIs) públicos e particulares no momento atual da pandemia de covid-19, em que a capital vem registrando aumento de casos e 63% dos leitos de UTI já estão ocupados, ligando o sinal de alerta. De acordo com o decreto municipal, a previsão é de que a rede municipal de ensino retorne com aulas presenciais dia 2 de julho. Porém, essa data ainda deve ser revista pelas secretarias municipais de Saúde e Educação conforme as condições sanitárias. Com isso, seguem as aulas em casa por videoconferência.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (10), pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com base no atual cenário epidemiológico do novo coronavírus na capital. Os CEIs são instituições que funcionam em parcerias com a prefeitura, mas que também costumam receber valores mensais das famílias de crianças matriculadas. Eles seguem fechados por força de decreto estadual.

A notícia de que os CEIs seguirão fechados até julho vem um dia depois de Curitiba lançar um programa sanitário contra o avanço do coronavírus baseado em cores de bandeiras. Cada bandeira demonstra o nível da pandemia na capital e as restrições necessárias nas cores amarelo, laranja e vermelho. A capital começou o programa com a bandeira amarela, de alerta.

VIU ESSA? – Curitiba soma testes de farmácia e confirma 220 novos casos de covid-19

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, e a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, receberam representantes do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (Sinepe-PR) e da Associação das Escolas de Educação Infantil (Assepei) quarta-feira para conversar e repassar orientações sobre o atual cenário.

Incerteza

A secretária de Saúde explicou que o período ainda é de incerteza em relação ao avanço do coronavírus, por isso as escolas e CEIs ficarão fechados. “É um momento de incerteza, no qual não podemos afrouxar as medidas de isolamento. Por enquanto, não é possível se falar em reabertura”, disse Márcia Huçulak.

Já a secretária da Educação explicou que prepara uma instrução normativa para quando chegar o momento de reabertura, o que segue sem data para acontecer. “Estamos preparando esse documento que servirá de base para as unidades”, disse Maria Sílvia.

LEIA MAIS – Paraná tem recorde de mortes por coronavírus e mais de 500 infectados nas últimas 24 horas

Além do decreto estadual que mantém suspensas as aulas presenciais em instituições de ensino, a prefeitura reforçou que a rede municipal também permanece com as aulas presenciais suspensas, conforme o decreto 580 assinado pelo prefeito Rafael Greca.

A presidente do Sinepe-PR, Esther Cristina Pereira, e a representante da Assepei, Dorajara da Silva Ribas, asseguraram que, no momento do retorno, as unidades seguirão os protocolos de limpeza recomendados pelas autoridades de saúde.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?