Uma família de traficantes de Colombo, que agia no centro de Curitiba, foi presa em flagrante na quarta-feira. Com Idalina Lima de Castro, 62 anos, a filha dela, Maristela Lima Martins, 32, e o ex-genro, Jorge Luiz Soares Oliveira, 56, a Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) apreendeu 844 comprimidos de ecstasy, mais de um quilo de cocaína, uma pistola 380, dois carros, R$ 931,00 em dinheiro, uma balança de precisão e quatro celulares. O filho e o neto de Idalina ainda são procurados.

A primeira prisão foi a de Jorge. Ele cumpria pena por tráfico de drogas em regime semiaberto, em Passo Fundo (RS). No início do mês, ele conseguiu portaria, para se ausentar da cidade por até cinco dias. Aproveitou para ir a Foz do Iguaçu, na segunda-feira, e comprar drogas.

Deixou parte deste material com a ex-sogra e a ex-mulher, em Colombo. Anteontem, quando voltava a Passo Fundo, foi pego na Rodovia do Xisto por uma equipe da Denarc. No Golf que ele dirigia os policiais encontraram um quilo de cocaína, 835 comprimidos de ecstasy e a pistola.

Praça

Em seguida, os policiais seguiram à Praça Osório, no centro, onde pegaram Maristela e Idalina em flagrante vendendo drogas. Elas estavam com 140 buchas de cocaína, um tablete de 130 gramas da droga, nove comprimidos de ecstasy, a balança e o dinheiro.

“Idalina é a matriarca de uma família que investigávamos há quatro meses”, disse o delegado, Kleudson Tavares. Ela já tinha passagem por tráfico de drogas no Rio Grande do Sul. O trio foi autuado por tráfico, associação para o tráfico e formação de quadrilha. Jorge ainda responde por porte ilegal de arma de fogo.