Suspeito de assalto a uma residência e de estuprar a proprietária, Devanir da Rosa, 41 anos, foi preso no início da tarde desta quinta-feira (20), por investigadores da delegacia do Alto Maracanã, em Colombo. Ele tinha contra si dois mandados de prisão pelos crimes, praticados em janeiro e fevereiro, no Jardim Monza.

Segundo o delegado Silvan Rodney Pereira, a mulher procurou a polícia e disse que Devanir invadiu sua casa, bateu em seu marido, roubou alguns produtos e, antes de fugir, abusou sexualmente dela. “Ela foi submetida a exames e foi colhido material genético, posteriormente, ele também cedeu sangue e ficou comprovado que havia mantido relações sexuais com a vítima”, explicou o delegado.

Rodinha

Por volta das 13h, os investigadores receberam a informação que Devanir estava em sua casa. Ele negou o crime e disse que é usuário há muitos anos e que frequentava a casa da vítima, onde todos fumavam crack juntos. “Naquele dia, o marido dela já tinha avisado que, quando ela fumava crack, ficava louca e queria fazer sexo oral em todo mundo. Eu estava com mais dois amigos e ela transou como todos, na frente do marido”, afirmou Devanir.

Ele é suspeito de um assalto em fevereiro e tinha passagens por roubo e tentativa de homicídio no interior do Estado.