Seis pessoas foram presas suspeitas de desvio de verba que seria destinada para compra de merenda escolar em Cerro Azul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A ação, que aconteceu na manhã desta terça-feira (9), foi resultado de uma investigação que durou seis meses e teve participação do Ministério Público do Paraná (MP-PR).

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Entre os presos, estaria pelo menos um político da cidade, que já teve ou ainda teria cargo na prefeitura de Cerro Azul, mas os nomes dos seis detidos não foram divulgados. Também teriam sido presas outras pessoas que teriam algum tipo de influência dentro da prefeitura.

Conforme a Polícia Militar (PM), foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão ao longo da manhã. As investigações, que envolveram equipes da inteligência do 22º Batalhão da PM e também o MP-PR, apontaram irregularidades no destino das verbas para a compra de merenda escolar.

Os policiais apuraram que servidores municipais teriam recebido vantagens de empresários na destinação do dinheiro para a compra da merenda. De acordo com a PM, os mandados judiciais foram cumpridos contra funcionários públicos, fornecedores de alimentos e comerciantes. A reportagem da Tribuna do Paraná tentou contato com a promotoria, para pegar mais detalhes da operação, mas também não foi atendida.

Depois de receber cuidados da PRF, cachorrinha que estava machucada procura um novo lar