A Educação está em luto. O professor Cláudio Camargo Nielsen, 59 anos, morreu em decorrência da covid-19 neste domingo (6), no hospital Santa Casa. A morte de “Claudião”, como era carinhosamente chamado por colegas e alunos, gerou comoção nas redes sociais com depoimentos de colegas, alunos e instituições de ensino.

+Leia mais! Vacinação pra professores segue nesta segunda-feira. Veja quem tem direito!

Cláudio era professor de Educação Física no Colégio Estadual do Paraná (CEP) e do Colégio Estadual Cecília Meirelles. Pessoa ativa nos movimentos relacionados a profissão e constantemente presente em campanhas de mobilização e greve da APP-Sindicato. Aliás, a APP em nota, lamentou a perda do colega. “Nosso amigo e sempre companheiro de lutas “Claudião” ou “Cláudio Camelo”, esteve sempre presente em todas as mobilizações e greves da APP-Sindicato e faleceu devido a complicações da Covid-19. Nossa solidariedade para a família e amigos (as) ”, diz a nota.

Companheiros de mobilização sindical e alunos fizeram a última homenagem nas redes socais. A colega Salamita Bernardi valorizou o trabalho realizado em prol da categoria. “Meus sentimentos aos familiares e amigos. Conheci em 1988 e trabalhamos juntos. Um guerreiro em defesa dos professores. Muito saudável. Grande perda”, escreveu a professora. Já Marçal Lombardi, reforçou que Cláudio era uma pessoa do bem. “ Que tristeza! Foi meu Professor no Colégio Estadual do Paraná! Hoje meu colega de Disciplina e Profissão. Um cara do bem. Mais uma vítima desse negacionismo institucionalizado. Descanse em paz Mestre Cláudio “Camelo” Nielsen”, ressaltou Lombardi.

+Viu essa? Rapaz é preso durante transmissão ao vivo pelo Facebook. “Não era isso que eu desejava”

O Colégio Estadual do Paraná também lamentou a perda prematura do professor. “ Com muita tristeza, comunicamos o falecimento do Professor Cláudio Camargo Nielsen, da Educação Física do nosso Colégio Estadual do Paraná. Querido pelos estudantes, o professor se destacou em projetos pedagógicos relacionados ao xadrez, no qual foi um grande entusiasta e incentivador no ensino dessa atividade esportiva.

Foi também ex aluno do CEP, e atuante nas causas em defesa dos interesses dos professores e da Educação Pública de qualidade. Deixa um filho (CÉSAR) e muita saudade em todos que o conheceram. Que Deus conforte os seus familiares e os envolvidos com a sua amizade”, comunicou o CEP.

No Colégio Estadual Cecília Meirelles, outro local de trabalho do professor, a notícia deixou a comunidade triste, mas que serve de alerta quanto ao perigo da doença. “É com pesar, noticiamos o falecimento do professor Claudião (Ed. Física) estamos consternados, o COVID não é brincadeira. Nossos sentimentos aos familiares e amigos”, diz a nota nas redes sociais da instituição.