Uma técnica de enfermagem de 40 anos é a primeira profissional de saúde a morrer de coronavírus em Curitiba. Valdirene Aparecida Ferreira dos Santos trabalhava há três anos na UTI do Hospital Marcelino Champagnat, no bairro Cristo Rei. Após atender um paciente com coronavíorus, ela ficou três semanas internada no Hospital Onyx e não resistiu sábado (25).

Pela morte de Valdirene, o prefeito Rafael Greca decretou luto oficial em homenagem a todas as vítimas fatais da covid-19 e aos profissionais de saúde que atuam na pandemia.

Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, Curitiba tem 16 mortes e 509 casos de pessoas infectadas. Destas, 360 já estão recuperadas e liberadas do isolamento.

LEIA MAIS – Máscaras são vistas jogadas em ruas de Curitiba; descarte correto evita contaminação por coronavírus

Ainda de acordo com o boletim, além dos seis novos casos, ainda há 107 pessoas com suspeita de covid-19 na cidade. Outros 1.148 casos foram descartados após exames laboratoriais.

Internamentos

Segundo a SMS, desde o primeiro caso, confirmado no dia 11 de março, 152 pessoas precisaram de internamento devido a complicações causadas pela infecção pelo novo coronavírus, sendo 81 em UTI e 31 necessitando ventilação mecânica.

Em Curitiba, a média de idade das pessoas confirmadas com covid-19 atualmente é de 44 anos, variando de 1 a 96 anos. Já a média de idade dos pacientes que necessitaram de internamento é de 58 anos.

Números da covid-19 em Curitiba

1.148 casos descartados
107 casos em investigação
509 casos confirmados
360 pacientes liberados do isolamento
16 óbitos por covid-19

Casos no Brasil