O que mais buscamos é conscientizar, crianças e adultos, sobre a importância da separação correta do lixo, não? Foi pensando nisso que o projeto Tempo de Temperar Arte (TETEAR Tech), foi um pouco além: além de fazer com que as crianças entendam o quanto se faz importante separar corretamente o lixo, os pequenos produziram quadros com materiais recicláveis. Estes materiais estão em exposição em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

+ Leia mais: Acidente de menino em escada rolante poderia ser fatal. Que cuidados tomar?

Ao todo, 25 crianças participaram da ação que teve como ponto de partida o tema Urbanidade. A partir dele, as crianças pensaram em como expressar o caos do excesso de produção de lixo e os impactos que isso gera no planeta. O resultado são releituras de obras tradicionais como Monalisa, além de outras peças bastante expressivas e reflexivas. Todas estas obras foram feitas a partir de material reciclável como plástico, papel e embalagens de produtos diversos.

Produção artística

“Inicialmente foram realizadas algumas atividades com desenhos para que os estudantes aprendessem e exercitassem técnicas. Depois, fizeram em conjunto uma pesquisa de cores, tons e elementos para transformar tudo em exercícios iniciais em desenhos de maior escala, para então entrar no processo de criação final”, explicou o artista plástico e arte educador Toto Lopes.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A participação das crianças rendeu quadros que servem até mesmo para reflexão, principalmente sobre situações recentes como o incêndio que atingiu a Amazônia. “É gratificante ver o resultado de um trabalho desenvolvido com as crianças desde maio deste ano. Eles se engajaram e se esforçaram e foram protagonistas de todo o processo. O próprio formato da exposição com a maioria dos quadros apoiados no piso é para ressignificar o olhar para o lixo no chão, o poder de transformação através da consciência e da arte”, ressalta o idealizador do projeto, Nélio Spréa.

+ Leia ainda: O DPVAT acabou. E agora? Tire algumas de suas dúvidas!

Ao todo são atendidos 850 estudantes em 13 diferentes oficinas oferecidas em Campo Largo, no Paraná, e também em Piracicaba, no estado de São Paulo. Os alunos que participam recebem instrução artística durante o contraturno escolar em aulas 100% gratuitas. A visitação à mostra é gratuita e pode ser feita diariamente das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30 (Rua Centenário, 2245, Campo Largo), até o dia 21 de novembro.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Conheça principais mudanças da ‘nova reforma trabalhista’