Um grupo de indígenas interditou por quase duas horas as duas pistas da BR-277, na altura do km 62, na região de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. O protesto começou no início da tarde, em torno das 13 horas, só encerrou próximo das 15 horas. Os dois sentidos da rodovia foram bloqueados pelos manifestantes.

LEIA TAMBÉM:

>> Adesivo em moto de motoboy vítima de acidente impressiona. “Não deixe minha mãe chorar por causa de R$ 3”

>> Novo lote chega ao Paraná e vacinação retorna em Curitiba para pessoas abaixo dos 47 anos

Fotos: Oruê Brasileiro / colaboração.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) negociou a liberação das duas vias com o grupo. De acordo com a polícia, os manifestantes protestaram contra o Projeto de Lei 490, que prevê que só poderão ser consideradas terras indígenas aquelas que já estavam em posse desses povos na data da promulgação da Constituição, 5 de outubro de 1988. O texto passa a exigir uma comprovação de posse, que atualmente não é necessário.

O projeto de lei que está em trâmite no Congresso ainda flexibiliza o contato com povos isolados, proíbe a ampliação de terras que já foram demarcadas e permite a exploração de terras indígenas por garimpeiros. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por ▀▄▀▄ GRUPO BR 277 ▄▀▄▀ (@grupobr277)