O Partido dos Trabalhadores do Paraná oficializou em seu Encontro Estadual, no último sábado (2), a pré-candidatura de Roberto Requião ao governo do Paraná, e indicou o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Hermas Brandão, do Partido Verde, como vice de Requião.

Além da indicação da chapa que deverá ser aprovada na convenção da Federação Brasil Esperança, que congrega além do PT, o PCdoB e o PV, cerca de 25 pré-candidaturas para Câmara Federal, e 43 pré-candidaturas para a Assembleia Legislativa.

+ Leia mais: Você (re)conhece os deputados estaduais do Paraná; participe do nosso QUIZ

O encontro ainda aprovou que a Executiva da legenda encaminhe junto aos partidos da federação e outros possíveis partidos coligados um acordo para a apresentação de um nome para à disputa ao Senado.

Na abertura do evento o presidente do PT Paraná, Arilson Chiorato, ressaltou o momento de unidade partidária, e a luta para se eleger Lula para presidência, Requião para o governo estadual, e uma forte chapa de deputados e deputadas federais e estaduais. ”O PT vive um momento decisivo em sua história, iremos apresentar nosso programa e nossos pré-candidatos e pré-candidatas que irão ajudar Lula e Requião a recuperaram o Paraná e o Brasil que estão sendo destruídos pelas gestões de Ratinho Jr e pelo governo Bolsonaro”, destacou.

Os presidentes dos partidos da Federação, Raphael Rolim do PV e Elton Barz do PCdoB, também estiveram presentes, fizeram uma saudação no ínicio do encontro, assim como o líder do MST-PR, Roberto Baggio, e o presidente da CUT-PR, Márcio Kieller.

+ Veja mais: Você já fez compras em gulas? Saiba porque elas são a nova febre em Curitiba

Em sua primeira participação em um encontro estadual do PT, Roberto Requião destacou sua disposição em ser o pré-candidato petista ao governo do Paraná, e reafirmou seu compromisso, de caso eleito, recuperar as empresas públicas do estado. ”Companheiros, vamos recuperar nossas empresas, a capacidade de investimento do estado e colocar o governo a serviço das pessoas que mais precisam, mas para isso, precisamos também termos um presidente que nos estenda a mão para nos ajudar nesta batalha, e elegermos também, uma grande chapa de deputados e deputadas”, disse.

Além da aprovação dos nomes para a chapa majoritária e proporcional, o encontro aprovou uma moção de solidariedade ao vereador cassado Renato Freitas, que perdeu seu mandato por conta da participação em uma manifestação antirrascista em frente a uma igreja na capital paranaense.

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.