Trinta e um mandados judiciais estão sendo cumpridos na manhã desta quarta-feira contra suspeitos de reunir donos de carros de luxo e oferecer o pagamento integral do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com descontos de até 50%. O pagamento, porém, era realizado por meio da invasão de contas bancárias de outras pessoas. Os mandados são cumpridos em Curitiba, Foz do Iguaçu, Paranavaí e Umuarama. Além disso, a operação ocorre em Marabá, no Pará.

+Leia mais! Centenário colégio de Curitiba encerra atividades em dezembro e dá lugar a grupo educacional

Segundo a Polícia Civil 27 IPVAs foram quitados por duas contas distintas, sendo uma do Rio Grande do Norte e outra da Bahia, entre 2017 e 2019, totalizando R$ 87,9 mil. Os criminosos recebiam entre 50% a 70% do valor total do imposto, já que não tinham custo algum para quitação do débito, que era realizado com a invasão de contas alheias.

A polícia está investigando a participação de despachantes. Apesar de não haver indícios de que ofereciam o benefício aos seus clientes, estes profissionais ganhavam seus valores integrais na medida em que as quantias eram repassadas pelos proprietários dos veículos.

Nos oito meses de investigações, a Polícia descobriu que os envolvidos atuavam no Paraná e eram associados a criminosos do Pará, estado para o qual era destinada a maior parte do dinheiro.

+Leia mais! Rafael Greca lidera primeira pesquisa Ibope / RPC para prefeitura de Curitiba