Após 24 horas da passagem do ciclone bomba em Curitiba, que derrubou árvores, destelhou casas e fez estragos por toda a cidade, ainda há 27 mil pontos sem luz na capital. De acordo com a Companhia Paranaense de Energia (Copel), Curitiba chegou a ter 185 mil unidades sem energia no fim da tarde desta terça-feira (30), principalmente nos bairros Bigorrilho, Batel, Mercês, Água Verde, Portão, Novo Mundo, Xaxim, Santa Quitéria e Fazendinha.

Na Rua Silveira Peixoto, esquina com a Visconde de Guarapuava, moradores de um prédio residencial relatam que não conseguem resposta da Copel. Eles estão sem luz há mais de 24 horas. “Nos falaram que nosso prédio não é a prioridade, por se tratar de um edifício pequeno. Mas não temos sequer previsão de retorno, nem nada”, reclama o morador Wilson Maske.

A Copel respondeu via assessoria, que “lamenta e entende o desconforto, e que está trabalhando para que a luz volte nas 27 mil unidades de Curitiba que estão sem energia”.

Os fortes ventos e a tempestade atingiu várias regiões do estado. No Paraná, ainda há cerca de 217 mil unidades sem luz. As regiões mais afetadas são a Leste (Curitiba, região metropolitana e Litoral), com 127 mil desligamentos, Centro-Sul, com 51 mil unidades sem energia, e a região Oeste, que até às 16h30 desta quarta-feira havia cerca de 46 mil desligamentos. Equipes da Copel estão nas ruas para restabelecer a energia das casas assim que possível.

LEIA TAMBÉMEstragos da chuva suspendem rodízio da Sanepar nesta quarta e quinta em Curitiba e RMC

O ciclone extratropical, chamado de ciclone bomba, foi considerado pela Copel o pior evento climático já enfrentado duranta a pandemia. Na noite desta terça-feira, a falta de luz chegou a afetar 1,2 milhão de unidades em todo o estado. As interrupções foram causadas principalmente pela queda de árvores ou outros objetos sobre a rede de energia, além dos ventos e dos raios.

Restabelecimento de energia

Segundo a Copel, a previsão para a religação das unidades varia de caso a caso, de acordo com os estragos provocados pelo temporal em cada localidade. Em casos de postes quebrados ou fios rompidos, é importante manter uma distância segura.

Desligamentos em circuitos de média tensão, que são os de maior extensão, são identificados automaticamente pela companhia. Já a falta de luz em trechos menores precisam ser comunicados pelos consumidores. A falta de luz pode ser avisada pelo aplicativo da Copel, ou enviando um SMS para o número 28593 com as letras “SL” e o número da unidade consumidora.

LEIA TAMBÉM Ciclone arranca telhado de condomínio no Campo Comprido

Ventos fortes arrancam janela de prédio

O forte vendaval desta terça-feira, que registrou ventos de até 96,1 km/h em Curitiba, fez com que duas janelas de um edifício no bairro Boa Vista, em Curitiba, fossem arrancadas. O forte impacto assustou moradores, já que uma das janelas caiu em cima de uma casa na vizinhança.

Houve ainda 77 destelhamentos em Curitiba e 632 registros de queda de árvore nos bairros Cajuru, Seminário, Pinheirinho, Vila Izabel, Água Verde, o que deu muito trabalho para os Bombeiros.


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo