“Estamos cansados”. Este é apenas um dos sentimentos dos moradores da região do Parque Linear, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. O local que já virou notícia outras vezes na Tribuna do Paraná, voltou a ser palco de violência, irresponsabilidade e de medo, no último domingo (28). O que era para ser um ambiente de diversão e lazer para a população, especialmente aos finais de semana, tem se tornado um cenário de terror e falta de segurança.

+ Leia mais: Ao completar 61 anos, Oil Man faz pedido inusitado de presente. Veja o que o herói de Curitiba precisa!

Em junho deste ano, a Tribuna do Paraná mostrou o primeiro flagrante de racha de motos e aglomeração na região. Na época, os moradores já relatavam o medo de frequentar o local. Já em agosto, houve o registro de agressão, de jovens sem máscaras e rachas de motos.

Espaço de lazer para as famílias do município aberto no primeiro semestre de 2021, o Parque Linear contou com um investimento de quase R$ 5 milhões e tem uma área de 3,5 quilômetros de extensão.

Parque Linear em Colombo volta a ser palco de baderna. Teve racha, perseguição e tiros de borracha
No domingo (28), moradores filmaram brigas, perseguição policial e o disparo de tiros com balas de borracha. Foto: Reprodução/WhatsApp

De novo!

Mais violência e confusão foram registrados nos vídeos do último domingo (28). Neste dia, moradores filmaram um grupo de jovens se agredindo no Parque Linear e também, uma viatura da Polícia Militar perseguindo um motociclista.

+ Leia também: Novo atacarejo da Linha Verde inaugura nesta quinta-feira

Em outra cena, um rapaz empina uma moto, se desequilibra e cai. A moto chega atropelar o jovem e bater em outro rapaz que estava na rua. Mais adiante, a gravação ainda mostra policiais militares utilizando balas de borracha para dispersar os baderneiros do parque. Situações que se repetem, para o desespero de quem mora ou gostaria de poder frequentar o local com tranquilidade.

O que diz a PM?

Procurada, a Polícia Militar do Paraná (PM) informou que apesar da perseguição e tiros de borrachas, não houve prisões no último domingo. Indagados sobre os tiros com balas de borracha, a PM disse que foi apenas para dispersão dos baderneiros que estavam no local.

A Tribuna ainda questionou sobre a falta de segurança no local e possíveis ações para a região e aguarda uma resposta por parte da Polícia Militar.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”