O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) anunciou, nesta quarta-feira (27), a troca do comando da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). O coronel do Exército Romulo Marinho, que estava no cargo desde 2019, foi substituído pelo delegado da Polícia Federal Wagner Mesquita, que estava na direção-geral do Detran-PR. Mesquita já foi secretário de Segurança durante o governo Beto Richa (PSDB).

LEIA TAMBÉM:

>> Criminosos fingem ser de quadrilha que aterrorizou Guarapuava pra extorquir R$ 4 mil de mulher

>> “Retrovisor de aço” de Ligeirinho derruba três postes em Curitiba. Carros foram danificados

>> Guardas flagram motociclista ‘ousado’ gravando vídeo em Curitiba; história termina mal

Marinho cai após pressão política e das próprias forças de segurança por conta da condução do caso da tentativa de assalto a uma transportadora de valores em Guarapuava, quando a cidade foi sitiada por bandidos e o Batalhão da Polícia Militar atacado.

A Secretaria de Segurança e o comando da Polícia Militar (PM) anunciaram que o crime foi frustrado porque a corporação teria executado um plano de contingência a partir da informação do Serviço de Inteligência de que o estado seria alvo novamente do novo cangaço. Nesta modalidade de crime, bandos criminosos atuam fortemente armados, atacando a polícia para neutralizar as forças de segurança e fazendo a população de refém para assaltar bancos e empresas com grandes movimentações financeira.

Entretanto, os próprios PMs de Guarapuava que atuaram no confronto com os assaltantes afirmaram desconhecer tal plano, gerando uma crise institucional. Em nota, policiais de Guarapuava afirmaram que a contenção não foi resultado do plano de contingência anunciado pelo secretário coronel Marinho, mas sim da organização espontânea dos próprios policiais que estavam de plantão.

“Todas as ações realizadas no primeiro momento foram fruto da organização espontânea dos policiais e não do planejamento prévio como foi noticiado”, aponta nota dos praças (militares das patantes de soldado, cabo e sargento) do 16º Batalhão de Guarapuava, que foi encampada pela Associação dos Praças do Estado do Paraná (Apra).

Novo secretário

O novo secretário assume a pasta nesta semana. Na primeira passagem na Sesp, Wagner Mesquita deixou o comando da pasta após o episódio em que a família de um rapaz assassinado em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, aguardou 13 horas para que o Instituto Médico Legal (IML) recolhesse o corpo.

No lugar de Mesquista no Detran-PR assume Adriano Furtado, ex-diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e ex-superintendente da corporação no Paraná. Ele era diretor de Operações do Detran.

>> LEIA A MATÉRIA COMPLETA, NA COLUNA DO JORNALISTA ROGER PEREIRA.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”