A prefeitura de Curitiba decidiu suspender as aulas da rede municipal  a partir da próxima segunda-feira (23). A suspensão vai ser até 12 de abril para prevenir o contágio do coronavírus. O município tem 185 escolas e 228 creches com 140 mil alunos matriculados.

Alunos que faltarem na semana atual terão faltas abonadas. Quinta-feira (12) Curitiba teve confirmados os cinco primeiros casos de coronavírus doença – a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) vai divulgar ainda nesta segunda o boletim atualizado em todo o estado.

A decisão das  Secretaria  Municipal Saúde (SMS) vem dois dias depois de o prefeito Rafael Greca (DEM) afirmar que não havia necessidade de paralisar as aulas.  Entretanto, na mesma declaração, o prefeito afirmou que a manutenção das aulas poderia ser mudada conforme a orientação dos médicos especialistas.

LEIA MAIS – Pinhais anuncia 1.° caso de coronavírus na região metropolitana de Curitiba

Em nota, a prefeitura explica que a suspensão das aulas acontece por dois fatores. Primeiro, o fato de ainda não haver transmissão comunitária na cidade, quando o contágio acontece sem envolver pessoas que viajaram para áreas de risco. Já a data da paralisação, daqui uma semana, é para que os pais possam se organizar em relação a onde as crianças vão ficar.

A orientação da SMS é para que no período em que as aulas estiverem suspensas as crianças não fiquem com os avós ou outras pessoas idosas, grupo de maior risco de transmissão.  “Peço que todos compreendam esta decisão naquilo que ela é: uma forma de conter o avanço do problema e assim diminuir impactos futuros na rede de saúde de Curitiba”, afirma  Greca ao site da prefeitura.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: