Militantes pró-Lava Jato agrediram o repórter curitibano Rafael Moro Martins, na tarde desta quarta-feira (24). O jornalista estava em frente ao prédio da Justiça Federal, em Curitiba – onde fica o escritório do juiz Sérgio Moro – filmando o acampamento dos militantes, quando levou um tapa e teve sua câmera derrubada ao chão.

Leia também: TRF4 mantém a condenação de Lula e ainda aumenta a pena para 12 anos de prisão

Rafael fazia uma reportagem para o site The Intercept Brazil, quando os manifestantes mostraram-se incomodados com o repórter. Falaram para ele ir embora e começaram a chamar a polícia, até que um senhor se aproxima e também fala para ele sair. Rafael apenas responde que é jornalista e que está trabalhando. Mas logo após a explicação, ele leva um tapa, que derruba a câmera ao chão. Nas imagens, não é possível saber se Rafael também caiu com o tapa.

Leia também: Mal terminou julgamento de Lula, já começaram os memes nas redes sociais

A câmera dele cai do lado de uma das motos da Polícia Militar, que estavam a alguns metros de distância dos militantes. Os policiais assistiram a tudo.

 

Veja a filmagem: