Manifestantes que vieram de São Paulo para participar do ato unificado do Dia do Trabalho, nesta terça-feira (1), em Curitiba, tentaram dar um golpe num restaurante na BR-116 – Régis Bittencourt – em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O prejuízo seria de R$ 2,5 mil, mas a Tribuna do Paraná apurou que, com a chegada da Polícia Militar (PM), o pessoal teve que arcar com todos os valores.

O grupo se reuniu no Restaurante Serra da Graciosa durante uma parada, depois do ato, já por volta das 22h. Os funcionários contaram à reportagem que foram mais de 20 ônibus que pararam no local e as pessoas saíram sem pagar nada.

Os seguranças, ao perceberem que o grupo sairia sem pagar nada, agiram e evitaram o prejuízo. A PM foi chamada e, quando os policiais chegaram, a situação foi resolvida. O grupo pagou as comandas, ninguém precisou ser encaminhado à delegacia, e os ônibus seguiram viagem.

‘Festa e ato’ do Dia do Trabalho reúne milhares em Curitiba