Oito restaurantes de Curitiba lançaram nesta terça (25) a campanha #JanteMaisCedo, um movimento que pretende incentivar as pessoas a jantarem um pouco mais cedo para seguir os sucessivos decretos restritivos que limitam o horário de atendimento presencial nos estabelecimentos.

A ação vem no momento em que a bandeira de risco de contágio do coronavírus na cidade está na fase laranja, com horário limite de funcionamento até às 21h. Quem descumprir a medida pode receber uma multa de até R$ 50 mil.

LEIA TAMBÉM:

>> Bandeira laranja é prorrogada em Curitiba, mas só até a próxima sexta-feira

>> Contrária ao lockdown, ACP apela à prefeitura de Curitiba “não punam o comércio”

O objetivo da campanha é conscientizar as pessoas de que os restaurantes precisam encerrar o serviço no horário permitido, e que para isso é preciso chegar no máximo com uma hora de antecedência. Assim, o bar e a cozinha conseguem encerrar o serviço e o cliente terminar a refeição dentro do limite estabelecido pelo decreto.

Segundo Gustavo Briebeler, um dos organizadores do movimento e sócio do restaurante Mustang Sally, a ação é mais do que apenas mudar um hábito dos clientes. O #JanteMaisCedo é também uma forma de ajudar os estabelecimentos que funcionam principalmente a noite a continuarem abertos, já que dependem do movimento neste horário.

Os hábitos a que Gustavo se refere é o costume que os brasileiros têm de jantar mais tarde, normalmente após às 20h. E isso acaba inviabilizado com os decretos mais restritivos, como o que limita o atendimento presencial às 21h.

Uma das saídas é incentivar os clientes a irem aos restaurantes logo após o fim do expediente de trabalho, normalmente às 18h ou 18h30, e não no horário habitual. É semelhante ao costume tradicional de alguns países europeus ou mesmo dos Estados Unidos, mas que aqui precisa ser adotado momentaneamente.

“Neste momento é uma questão de sobrevivência destes estabelecimentos, precisamos contar com a ajuda dos clientes. A cada decreto é uma surpresa, uma diminuição de tempo de funcionamento a cada semana”, pontua Alessandro Reis, sócio de bares como Crossroads, We Are Bastards e Refúgio Patagônia.

Além da atual limitação de 21h de segunda a sexta, os restaurantes de Curitiba estão impedidos de abrir as portas para o atendimento presencial nos finais de semana. Aqueles que funcionam apenas no horário noturno tem tido uma redução da renda na ordem de 60% por causa das limitações, o que torna a mudança de hábito ainda mais importante neste momento.

Incentivo com promoções

Uma das formas de incentivar a mudança de hábitos das pessoas é oferecer brindes e promoções para estimulá-las a chegarem mais cedo ao restaurante. Alguns estabelecimentos oferecem drinks e petiscos com 50% de desconto, já outros servem as bebidas em dobro. Vale a criatividade para chamar os clientes antes do horário habitual.

Ele sugere, por exemplo, que os restaurantes e bares com alvará de restaurante ofereçam promoções e descontos a partir das 17h, para que as pessoas já saiam do trabalho com esse estímulo de consumo mais cedo.

Esse tipo de campanha é algo que o empresário João Guilherme Rebellato já pratica desde que abriu o The Oak Wine & Beer, há cerca de três anos. Ele conta que o objetivo da casa é estimular os clientes a chegarem ainda mais cedo quando possível, a partir das 16h, para também terminar cedo, até 0h antes da pandemia.

“É literalmente sair do trabalho e ir direto para o bar, para aproveitar mais e acabar cedo. Então os decretos que limitam a horários mais cedo são uma coisa boa para nós, e agora nada mais oportuno”, conta.

Já Alessandro Reis ressalta que é preciso estimular essa mudança de hábito momentânea dos curitibanos para que os estabelecimentos consigam continuar existindo para quando a pandemia passar. Só assim terão como honrar os compromissos sem precisar fechar as portas e demitir funcionários, aumentando a quantidade de desempregados no país.

“Não é muito de costume da população jantar tão cedo, mas é a forma que a gente tem hoje de tentar ter o mínimo de faturamento e poder arcar pelo menos com as nossas contas fixas”, completa.

Os restaurantes que desejam participar da campanha precisam apenas fazer postagens nas redes sociais com a #JanteMaisCedo, criando ações para atrair os clientes antes do horário limite de funcionamento.

Em Curitiba, participam da ação os restaurantes Mustang Sally, Crossroads, We Are Bastards, Refúgio Patagônia, Taco El Pancho, Sheridan’s Irish Bar, CanaBenta e O Jardineiro.

Pelo mundo

Restaurantes de outros países fortemente atingidos pela pandemia também promoveram ações semelhantes para atrair os clientes nos horários permitidos de atendimento presencial durante algumas flexibilizações dos decretos. As #EarlyDinner e #EatEarly foram levantadas em lugares como Espanha, França, Bélgica e algumas cidades dos Estados Unidos em diversas épocas ao longo de 2020.

Assim como no Brasil, estas localidades também tiveram flexibilizações com regras rígidas, como capacidade máxima de 30% a 50% de ocupação do salão, funcionamento até às 20h ou 21h, proibição da venda de bebidas alcoólicas sem um prato de acompanhamento, entre outras.

Em Nova York, foram poucos períodos permitidos para atendimento presencial, mas a cidade já se prepara para voltar a 100% do atendimento a partir de julho, com o avanço da vacinação gratuita inclusive de turistas, incentivados a voltarem a consumir no comércio da cidade.