O Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares de Curitiba (Sindiabrabar) e a Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas no Paraná (Abrabar-PR) entraram com um recurso para liberar o funcionamento do sistema self-service de restaurantes em Curitiba. O serviço de buffet passou a ser suspenso na sexta-feira (17), depois que novas medidas de combate ao coronavírus no comércio foram divulgadas pela prefeitura.

De acordo com o Sindiabrabar, o novo recurso foi protocolado na Secretaria Municipal da Saúde e pede a revogação do artigo publicado no Diário Oficial de quinta-feira (16) que proíbe o sistema de self-service. “Requer-se a manutenção do funcionamento do sistema buffet nos estabelecimentos gastronômicos, desde que, adotados os protocolos de atendimento dispostos pela secretaria, sob pena de fiscalização e penalidade administrativa”, diz o recurso.

LEIA TAMBÉMRatinho Jr diz que pode “fechar tudo” se casos de coronavírus aumentarem no PR

De acordo com o presidente do Sindiabrabar, Fábio Aguayo, o recurso protocolado na secretaria da saúde já tem efeito legal. “Até não ser julgado o recurso, a prefeitura não pode fazer nada. Pode até querer multar, mas não vai ter nenhum valor jurídico porque eles têm que julgar esse nosso recurso”, explica Aguayo.

Pedimos para quem tem buffet, continue com todas as atividades normais, respeitando todas as outras normativas anteriores. Separação de 1,5 metro entre as mesas, utilização de álcool 70%, máscaras e luvas para todos os funcionários que estão dentro do estabelecimento”, comenta o advogado do sindicato, Paulo Henrique de Freitas.

Justificativa da suspensão

De acordo com a coordenadora de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Francielle Narlock, o público fica muito próximo dos alimentos no serviço de buffet, por isso a prefeitura realizou a suspensão. “ O problema é que nesses ambientes as pessoas precisam ficar muito perto dos alimentos e também compartilham os utensílios para se servirem”, comentou Narlock.

Os restaurantes populares da prefeitura estão funcionando no sistema prato feito. São 4.700 refeições por dia nos cinco estabelecimentos que estão abertos – Matriz, Capanema, Pinheirinho, Sítio Cercado e CIC.

Novas medidas

A prefeitura de Curitiba publicou em seu Diário Oficial nesta quinta-feira (16) uma série de regras de prevenção ao novo coronavírus para o funcionamento do comércio e estabelecimentos abertos ao público. O descumprimento das medidas pode acarretar até na cassação do alvará do estabelecimento.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: