As fortes chuvas dos últimos dias fez a Sanepar suspender o rodízio no fornecimento de água em Curitiba e região metropolitana a partir desta quarta-feira (3) até a próxima segunda-feira (8). Em apenas dois dias, a precipitação acumulada na região da capital paranaense é de 78,2 mm, segundo informações do Sistema Meteorológico Simepar. A quantidade é quase a metade do valor histórico para março, que é de 147,9mm.

LEIA TAMBÉM – Água de enchente invade piscinas e causa estragos em parque aquático de Araucária

Os bairros que estão retornando do rodízio têm normalização prevista para amanhã às 6h da manhã. A medida da suspensão, de acordo com a companhia, prioriza também as novas medidas do Governo do Estado que prevê o fechamento de atividades não essenciais em todo o Paraná para conter o avanço do novo coronavírus.

Segundo o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, a decisão repete o mesmo princípio que orientou a suspensão temporário do rodízio na véspera do Natal no ano passado: “É, antes de tudo, uma medida que passa pela compreensão do momento agudo, sensível, pelo qual estamos todos vivendo com o agravamento da crise do coronavírus. É uma forma de a Sanepar colaborar para minimizar o impacto dessa situação.”

A companhia entende a importância da medida para que as pessoas tenham mais conforto em casa com o abastecimento regular, mas reforça o pedido de colaboração com o uso racional de água, sem excessos nem desperdício.

O nível médio dos quatro reservatórios está em 53,92% nesta quarta-feira (3). A Sanepar reafirma que quando o nível de reservação estiver em um nível mais elevado, será feita avaliação das condições meteorológicas para definir se haverá alteração no sistema de rodízio.