Moradores bloquearam a Rodovia da Uva (PR-417), em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, por aproximadamente uma hora nesta tarde de terça-feira (5). O bloqueio aconteceu por conta de um protesto de vizinhos e familiares da pequena Yohana Gabrielly Fernandes Pereira, de cinco anos, que morreu após ser atropelada na noite de sábado (2).

“Justiça pela Yohana” e “quantas vidas mais serão perdidas?”, foram algumas das frases dos cartazes que os manifestantes carregavam. A mobilização pediu por Justiça e bloqueou totalmente a rodovia nos dois sentidos com pneus queimados.

LEIA TAMBÉMPreso tutor que abandonou cachorro em Curitiba; Vídeo causou revolta e comoção nas redes sociais

O atropelamento de Yohana aconteceu na região do bairro Roça Grande, por volta das 20h de sábado. Testemunhas contaram à polícia que o motorista, com os faróis apagados, furou o sinal vermelho, atingiu a menina e fugiu em alta velocidade.

protesto-rodovia-da-uva-yohana
Foto: Rede News / colaboração.

A menina chegou a ser socorrida, mas morreu na ambulância. Segundo moradores da região, este não é o primeiro acidente que acontece na rodovia, por isso o protesto. Antes de liberarem a Rodovia da Uva, por volta das 18h30, os manifestantes fizeram uma oração por Yohana e pediram que a Justiça seja feita.

A Polícia Civil continua investigando o acidente e busca por imagens de câmeras de segurança que possam ter registrado não só o momento do atropelamento como também a fuga do motorista. Informações que possam ajudar as investigações devem ser passadas pelo telefone (41) 3656-8600.