Menos de sete anos após ser revitalizada, a calçada da Rua São Francisco, no Centro histórico de Curitiba, passa por nova reforma. Dentro de dois meses, a prefeitura deve entregar a nova calçada, a mesma que foi revitalizada em dezembro 2012 ao custo de R$ 490 mil na gestão Gustavo Fruet (PDT) na prefeitura. A reforma atual tem custo de R$ 426,5 mil.

+Leia também: Cidade da Grande Curitiba fica sem água após problema na rede da Sanepar

O trecho em reforma é entre os cruzamentos com as ruas Barão do Serro Azul e Presidente Faria. A obra faz parte do programa Rosto da Cidade que, assim como na reforma de 2012, está revitalizando áreas históricas do Centro.

Em julho de 2018, já era precário o estado em que a calçada da Rua São Francisco se encontrava pouco anos após ser revitalizada. Várias peças de tecnogram – material que reveste o passeio – estavam quebradas, resultado de caminhões de entrega e outros veículos que estacionavam em cima da calçada.

Como paliativo para evitar acidentes com pedestres, os espaços com peças quebradas foram cimentados pela própria prefeitura, o que descaracterizava o projeto do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

+Leia também: Ex-morador de rua por 20 anos vira ‘professor’ em Curitiba

Barreiras

Justamente para evitar que os veículos voltem a estacionar na calçada, pilares de ferro e paraciclos (estacionamentos de bicicletas feitos de ferro) estão sendo instalados no meio-fio como barreiras.

A nova calçada também terá faixa de acessibilidade. A última etapa será a inversão do sentido da rua. O objetivo, segundo a prefeitura, é deixar o trânsito mais eficiente.

+Leia também: Ratinho Junior propõe o fim da licença-prêmio a servidores do Paraná

Em 2012, a revitalização da São Francisco incluiu nivelamento da calçada, reforma da iluminação pública, eliminação das vagas de estacionamento para dar lugar a uma faixa para cadeirantes e pintura das fachadas, com o objetivo de levar mais segurança e criar uma espécie de circuito para os amantes da boa culinária. Entretanto, a ideia não vingou. A região segue sofrendo com a violência, em especial o tráfico de drogas.

Quíntuplos nascem cheios de saúde na Grande Curitiba