Equipes do Departamento de Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Obras Públicas estão coordenando a substituição de lâmpadas de vapor metálico e vapor de sódio por luminárias na tecnologia LED em vias rápidas e canaletas de ônibus que servem de ligação entre bairros das regionais da Matriz, Santa Felicidade e CIC.

LEIA TAMBÉM:

>> Quatro novos radares, daqueles mais “espertos”, começam a funcionar em Curitiba; Saiba onde!

>> 5G é ativado em Curitiba após instalação de antenas; PR foi escolhido para estrear tecnologia de operadora

>> Bicicletas compartilhadas devem voltar para as ruas de Curitiba; saiba quando e como!

A Prefeitura substitui 1.501 lâmpadas de vapor por LED, cuja tecnologia tem maior capacidade luminosa, consome menos energia e dura mais.

A modernização se estenderá por outras regiões da cidade, já que serão instaladas nesta etapa um total de 17 mil luminárias de LED nas ruas das dez administrações regionais da cidade.

Ligação dos bairros

Rua Inácio Lustosa. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Os trabalhos começaram na segunda quinzena de março com a troca dos antigos equipamentos nas ruas Inácio Lustosa (São Francisco), Padre Agostinho (Mercês e Bigorrilho) e Pedro Viriato de Souza (Mossunguê), vias rápidas que fazem a ligação da região central aos bairros.

Na sequência, estão sendo substituídas as luminárias que partem de bairros em direção ao Centro: Monsenhor Ivo Zanlorenzi (Campo Comprido), Martin Afonso (Bigorrilho e Mercês) e 13 de Maio (Centro). Paralelamente, os serviços são feitos nas canaletas de ônibus nas ruas Fernando Moreira (Centro e Bigorrilho), Padre Anchieta (Campina do Siqueira e Bigorrilho) e Deputado Alencar Furtado (Campinha do Siqueira, Mossunguê, Campo Comprido e CIC).

“São vias de grande circulação e a iluminação mais eficiente traz ganho na segurança dos pedestres e motoristas, sem contar que este tipo de luminária LED gera uma economia média de até 50% no consumo de energia”, explica o secretário de Obras Públicas, Rodrigo de Araújo Rodrigues.

O consumo de energia dos novos equipamentos em tecnologia LED é bastante inferior às antigas. As luminárias de 400W (vapor de sódio e metálico) foram substituídas por LED de 230W, assegurando claridade superior à anterior. Igualmente acontece com as lâmpadas de 250W, trocadas por 130W e as de 150W que ganharam versão de 52W em LED.

Região Norte

Nos bairros da Regional Boa Vista as ruas também estão mais claras. Na primeira quinzena de março, foram substituídas 230 lâmpadas de vapor de sódio de alta pressão de 400W por luminárias LED de 230W na Avenida Paraná (Santa Cândida) e na Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes (Atuba). As novas luminárias substituíram as que estavam danificadas ou com vida útil esgotadas.

Na Avenida Paraná, corredor do transporte público e com alta concentração de comércios, foram instaladas 334 novas luminárias. Na Avenida Mascarenhas de Moraes foram substituídos 138 pontos, enquanto na Victor Ferreira do Amaral 213 equipamentos foram trocados.

Parque de iluminação pública

O programa de modernização da iluminação pública da cidade começou em 2017. Até o momento, a cidade possui mais de 77 mil pontos de luz de LED, o que representa 48% do total de seu parque de iluminação pública.

Além das modernizações em vias públicas de potências altas, a Prefeitura também está modernizando a iluminação decorativa. São luminárias instaladas em postes de 5 a 6 metros de altura, que beneficiam os pedestres que transitam pelas calçadas e ciclovias da cidade.

Simultaneamente à revolução luminotécnica na cidade, a Secretaria Municipal de Obras Públicas faz serviços contínuos de manutenção da iluminação em ruas, parques, praças, logradouros e outros espaços públicos da cidade. São cerca de seis mil solicitações atendidas por mês a maior parte a partir das demandas apresentadas pelos cidadãos.

Tony Malheiros, diretor do Departamento de Iluminação Pública da cidade orienta que para solicitar a manutenção o cidadão deve informar ao 156 quando se deparar com problemas como luminárias apagadas ou piscando durante à noite e acesas durante o dia. “Manutenção é uma ação continua e ágil. A Prefeitura leva em média 48 horas para fazer o conserto”, explica Malheiros.

Telefone ou App

A solicitação pode ser feita pelo telefone 156, via Central de Atendimento 156 (chat online), com link em Serviço online e pelo aplicativo Curitiba 156. Esta plataforma mobile é disponibilizada nas versões Android na loja Google Play e para Iphones na loja App Store. Detalhes sobre o aplicativo estão neste endereço.

Pantanal

Juma atira nos pés de Jove

Loterias

Veja o resultado das loterias desta terça-feira!

Inverno Chegou

Veja como será o primeiro dia de inverno em Curitiba

Além da Ilusão

Lorenzo declara seu amor por Letícia