O novo aumento da gasolina e diesel começou a valer na terça-feira (26), e cada vez mais o combustível tem pesado no bolso do brasileiro. Em Curitiba, a gasolina ultrapassou os R$ 6 por litro e a busca pelo menor preço virou rotina para a maioria das pessoas.

Se está complicado rodar na procura por um melhor custo-benefício, o motorista pode fazer a parte dele ao realizar algumas ações no dia a dia.

LEIA TAMBÉM:

>> Motoristas cruzam a fronteira da Argentina para abastecer pela metade do preço

>> Mulheres motociclistas rodam 2,8 mil km em expedição de prevenção ao câncer de mama

O engenheiro e professor de Engenharia Mecânica da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), Alexandre Guilherme de Lara, garante que é possível obter de 10% a 15% de economia fazendo alguns ajustes no veículo.

“São observações que em conjunto podem proporcionar uma economia. Muitas pessoas não fazem essa relação como os pneus descalibrados, um peso excessivo no porta malas ou mesmo rodando por caminhos com asfalto desnivelado”, comentou o engenheiro. Confira abaixo, cinco dicas para economizar no combustível:

1 – Pneus calibrados

Segundo o professor de Engenharia Mecânica da UTP, fique atento a calibragem dos pneus. “A calibragem afeta o consumo e precisa ser adequada para cada perfil. Essa recomendação geralmente está em uma etiqueta que fica dentro da porta do motorista ou na tampa do combustível. Não existe um valor padrão para todos”, reforçou Alexandre.

2 – Filtro de ar limpo

Um filtro de ar em boas condições ajuda a economizar. “Está diretamente ligado ao consumo de combustível, pois o filtro de ar define a qualidade que o ar é aspirado para o motor. Não use ar comprimido em postos, pois danifica o filtro. É um componente barato para ser trocado”, disse o engenheiro

3 – Caminhos sem buracos ou enormes subidas

Naturalmente nem sempre dá para seguir esse conselho, mas subidas e buracos prejudicam o rendimento. “Utilize caminhos sem grandes subidas e com asfalto em melhores condições. Isso ajuda no trabalho do motor”, comentou o especialista

4 – Se possível, não circule com a reserva

Claro que aí a economia pesa, mas a dica é não deixar na reserva. “Não deixe ficar muito baixo ou entrar na reserva, pois prejudica também o motor”, reforçou Alexandre.

5 – Porta-malas vazio

Nada de ficar circulando com caixa de ferramenta ou outros itens que não são utilizados diariamente. “O peso tem relação com o consumo. Fique apenas com objetos que vai ser usado no dia, pois quanto mais pesado, mais força o carro faz”, emendou o engenheiro.

Web Stories

Novidades!

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Boooooo!

Halloween: veja como fazer uma abóbora, maquiagem e fantasias para a festa

Carinha de Anjo

Flávio diz para Murilo que sabe aonde está sua filha

Boa sorte!

Confira o resultado da Mega, Quina, Lotofácil e loterias de sábado