A polícia recontou a quantidade de sal contaminado com enxofre apreendido em Quatro Barras, na quarta-feira. Em vez de 3 eram 13 toneladas do produto contaminado. O delegado Voltaire Garcia, que comandou a apreensão, disse que foram recolhidos 525 fardos de 25 quilos.

“Temos a informação de que o sal foi contaminado com enxofre no navio que fazia o transporte até o Porto de Paranaguá e foi descartado. Porém, em vez de ir para o lixo, foi desviado e embalado para venda”, explicou o delegado.

A carga foi apreendida na Global Distribuidora, com embalagens das empresas Diana e Boiadeiro. A delegacia investiga se as embalagens são originais ou se foram roubadas ou reaproveitadas. Também é investigado se a distribuidora foi conivente com o crime.

O delegado encaminhou amostras do sal para análise do Instituto de Criminalística e suspeita que parte do produto pode ter chegado ao consumidor. O sal contaminado tem colocação amarelada e prejudica a saúde.

Distribuição