A aula de ritmos logo no início da tarde foi pra animar quem estava presente no Baile da Melhor Idade nesta sexta-feira (04). Com o salão cheio o que não faltou foi disposição. Desta vez o baile aconteceu no Clube Dom Pedro II e reuniu os idosos participantes do Centro de Atividades Físicas da Ouvidor Pardinho, no centro de Curitiba.

Dona Stela Penkal faz aulas de hidroginástica há 10 anos. Com a mesa cheia de amigos ela contou da alegria de participar do evento. “É uma felicidade enorme poder estar aqui com meus colegas. Infelizmente não posso dançar porque estou com dor no joelho, mas fiz questão de vir prestigiar o baile, a gente se diverte”.

Segundo a coordenadora das atividades da Regional Matriz, Simone Cordeiro, são mais de 1300 alunos da terceira idade que participam das aulas de hidroginástica, ginástica e alongamento. Durante o ano são realizados em média dois bailes, por isso eles aguardam ansiosos essa data.

“Eu gosto de bagunçar, de conversar, de cantar. Adoro quando tem esses bailes, melhora a auto estima e a saúde”, contou Madiled Oliveira Moraes.

Além da aula de ritmos, teve música gaúcha, forró e sertanejo. O desfile para escolher o rei e rainha foi a sensação da tarde, com muita animação e torcida.

Conceição Celestina Dutra tem 85 anos. Ela se recupera de um câncer de ovário e não frequentava as atividades há dois anos, voltou agora. “Faz dois meses que voltei para hidroginástica. Quando soube que teria baile já me programei pra vir. É bom porque a gente se distrai, dá risada, revê os amigos”, disse.

O Baile da Melhor Idade faz parte do evento Dança Curitiba promovido pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e conta com com o apoio da Tribuna. No final deste mês, no dia 30 de novembro, haverá um grande baile que irá reunir todos os reis e rainhas das regionais em uma grande festa.