Motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba e região metropolitana terão reajuste de salário a partir de abril. A valorização deve girar em torno de 10%, com direito a recebimento de valores retroativos. A informação é do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc).

“Diante de todo esse cenário da pandemia, foi uma grande vitória da categoria o aumento salarial para motoristas e cobradores”, definiu Anderson Teixeira, presidente do sindicato, ao confirmar a valorização nos salários para a classe.

+ Leia mais: Perdeu ou teve o celular roubado? Saiba como bloquear o aparelho e evitar prejuízos

De acordo com Teixeira, o piso dos motoristas passou a ser R$ 3.001,82 mais R$ 770,00 de vale-alimentação para os motoristas de Curitiba. Para os motoristas da região metropolitana, o salário ficou em R$ 3.007 com o mesmo valor de vale-alimentação. O percentual do reajuste salarial corresponde ao Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) do período.

Já os cobradores passam a receber R$ 1.700 com cartão-alimentação de R$ 770,00. “Foi uma construção importante da nossa gestão e temos hoje o maior salário do país. Mesmo com a pandemia, nenhum cobrador foi demitido, apesar de várias tentativas”, apontou Anderson Teixeira.

LEIA TAMBÉM:

>> Burger King lança em Curitiba atendimento pelo WhatsApp! Veja como funciona!

>> Leilão da PRF tem Renault Kwid, Fiat Uno, Ford Ka e mais veículos com lances a partir de R$ 300

O aumento do salário já vai constar de maneira retroativa no quinto dia útil de abril. O acréscimo vai ser de R$ 574.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”