Na noite desta sexta-feira (21), o Santuário de Santa Rita de Cássia, no bairro Hauer, inaugura uma estátua de quatro metros de altura com a imagem da santa, como parte das homenagens à padroeira das causas impossíveis, como é conhecida. Pela manhã, o prefeito Rafael Greca e o vice-prefeito Eduardo Pimentel visitaram o santuário para conhecer o novo monumento religioso na cidade.

Na ocasião, Greca disse que irá plantar no santuário, que recebe devotos de todo o Brasil, várias roseiras, flor-símbolo da santa. “Esta magnífica imagem vai ornamentar o santuário de Curitiba e ao mesmo tempo marcar o início de um roseiral de Santa Rita, para simbolizar a todos que têm fé que não há rosas sem espinhos. Nossa fé em Deus dá a certeza que nosso povo vai superar esse tempo de espinhos e florescerá”, destacou o prefeito.

+ Leia mais: Prova do concurso da PF é mantida neste domingo, decide votação no STF

Além de conhecer o monumento, feita de fibra de vidro pelo artista plástico Luiz Carlos Brazzale, Greca pediu proteção à cidade ao entrar no santuário. Também visitou a área em que os bolos com imagens em miniatura de Santa Rita de Cássia são preparados por paroquianos. Os pedaços serão vendidos à comunidade como parte das festividades da inauguração. 

O prefeito recebeu, ainda, uma imagem da santa para presentar a primeira-dama, Margarita Sansone.

Tradição adaptada

O Santuário de Santa Rita de Cássia, no Hauer. Foto: Hully Paiva/SMCS

Terceira santa mais popular do mundo, segundo o Vaticano, Santa Rita de Cássia é celebrada em 22 de maio. A programação de homenagens a ela é um dos eventos mais tradicionais do Hauer e remonta a chegada dos pioneiros da região, no final do século 19.

Anualmente, as festividades incluem novenas e missas, um almoço e têm como ponto alto a carreata com a imagem da santa e missa campal com chuva de pétalas de rosas lançadas por helicóptero. Este ano, por causa da pandemia da covid-19, toda a programação foi adaptada aos protocolos de segurança sanitária.

+ Veja também: Decreto do fim de semana quer evitar que pessoas saiam pra “passear” ao fazer compras em Curitiba

A missa campal foi suspensa para evitar aglomerações. Missas e novenas obedecem protocolos de distanciamento social, têm limitação de público e são transmitidas nas redes sociais. Em vez do tradicional almoço de domingo, um churrasco para retirada e consumo em casa está sendo vendido na paróquia.

Novo monumento

A inauguração da imagem da santa será após a missa das 19h desta noite, também respeitando os protocolos sanitários.

“Com todas as dificuldades que o mundo todo está enfrentando, procuramos fazer as pessoas se sentirem bem. Esse monumento, para que as pessoas que circulam pela Praça Alfredo Hauer [em frente ao santuário] façam orações, pedidos e agradecimentos, ajuda a dizer que a vida continua”, explicou o pároco.

Estiveram na visita ao santuário o administrador da Regional Boqueirão, Ricardo Alexandre Dias; o padre-reitor da Faculdade Esic, Ari João Erthal; o padre secretário executivo da Esic, Cícero Murara, o diácono João Pianta e o pároco do Santuário São Judas Tadeu, Ademir Wickert.