Seis unidades do Sacolão da Família, da Prefeitura de Curitiba, estarão fechadas neste sábado (26) por conta da paralisação nacional dos caminhoneiros. Conforme a prefeitura, as unidades não estão conseguindo repor os estoques de frutas e verduras, já que a houve redução da oferta no atacado e aumento excessivo dos preços. Neste sábado estarão fechados os sacolões Monteiro Lobato, Caiuá, Santa Cândida, Oficinas, Santa Efigênia e Santa Felicidade.

Leia mais: Nossa Feira é suspensa. Sacolões e Armazém da família sofrem com o desabastecimento

“Essa disparada nos preços impede que muitos donos de sacolões comercializem frutas e verduras, pois o programa trabalha com um preço máximo de R$ 2,29 o quilo”, explicou o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Luiz Gusi.

Irão funcionar os pontos do Carmo, Boqueirão, Osternack, Vila Sandra, Jardim Paranaense, Pinheirinho e Fazendinha. O Sacolão da Família do Boa Vista funcionará em horário reduzido, das 8h às 10h. A unidade do Bairro Novo está fechada para reformas desde o começo do mês.

Outros estabelecimentos

Por outro lado, feiras e mercados vão funcionar neste sábado, mas com variedade e volume de alimentos reduzidos. Já há falta, principalmente, de cebola, batata, aipim, beterraba, pepino japonês, pimentão, abobrinha, inhame, manga, goiaba e caqui, além de pescados.

Muitos comerciantes de feiras, inclusive, podem deixar de trabalhar devido à falta de frutas e verduras. “Há casos de feirantes que estão indo comprar hortaliças diretamente com os agricultores na Região Metropolitana de Curitiba”, reforçou Gusi.

https://tribunapr.uol.com.br/noticias/curitiba-regiao/postos-de-curitiba-e-regiao-tem-apenas-5-de-combustivel/