Exatamente um ano após denúncias de perfis falsos de restaurantes no Instagram para dar o golpe do WhatsApp, empresários voltam a relatar novos plágios de contas oficiais – e em uma quantidade ainda maior.

LEIA TAMBÉM:

>> Com a cesta básica nas alturas, quais os alimentos que mais pesam no seu orçamento? Vote na enquete!

>> Almoço a partir de R$ 3? Buffet livre a R$ 8,90? Veja onde comer bem e barato em Curitiba

>> Valet falso? Saiba como prevenir golpes em estacionamentos não-licenciados

Todos eles operam no mesmo formato: copiam imagens e logomarcas de restaurantes estabelecidos e corretos, e criam um perfil com apenas alguma variação no endereço. Para enganar os usuários, os golpistas adicionam um ponto, uma linha sublinhada ou uma letra a mais que acaba despercebida em um primeiro olhar.

É o que vem acontecendo há dois anos com Sérgio Ricardo Wahrhaftig, sócio do restaurante Bobardí, em Curitiba. Ele já contou pelo menos 20 perfis falsos do estabelecimento agindo da mesma forma.

Os golpistas entram em contato com potenciais clientes dizendo que ganhou um jantar e que precisa confirmar o número de telefone e um código de verificação – o mesmo usado pelo WhatsApp para ativar o aplicativo em um novo smartphone.

“Pelo menos um por semana, é algo que se intensificou durante a pandemia. Vários clientes já ligaram reclamando que caíram no golpe, mas não temos o que fazer a não ser explicar”, conta.

Ao Bom Gourmet Negócios, ele disse que já registrou vários boletins de ocorrência (BO) no Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber) da Polícia Civil do Paraná, mas que parou de fazer por não ver uma solução exceto por apenas entrar nas estatísticas.

Pantanal

Zuleica está preocupada com Marcelo

Instagramáveis

Saiba onde encontrar as lindas cerejeiras em Curitiba

Novidades da Netflix

Volume 2 de Stranger Things 4 e mais séries e filmes chegam nesta semana

Além da Ilusão

Joaquim termina seu noivado com Isadora