Após 48 horas da passagem do ciclone bomba, 14 mil imóveis ainda estão sem energia elétrica nesta quinta-feira (2), em Curitiba, dia mais frio do ano, Nesta manhã eram 10 mil, mas o número aumentou por causa das notificações que cresceram.. Os bairros mais atingidos são Cidade Industrial, Bacacheri, Fazendinha, Campo Comprido, Uberaba, Pinheirinho, Alto da Glória e Bom Retiro.

A tempestade deixou um rastro de destruição pela cidade e milhares de curitibanos às escuras. Segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel), este foi o maior registro de ocorrências da história, com 1,2 milhão de unidades sem luz, o que corresponde a 40% de toda a rede estadual.

No Paraná, são no total 135 mil unidades consumidoras desligadas e segue o alerta vermelho para as regiões Leste (84 mil unidades desligadas), Centro-Sul (36 mil) e Oeste (17 mil). Norte e Noroeste permanecem sem incidentes graves, com 4,8 mil e 4,5 mil desligamentos, respectivamente.

Ainda não há previsão de religação total da rede, uma vez que o trabalho agora é de reconstrução de parte da rede.

+Viu essa? Ciclone Bomba arranca janelas de prédio e faz estragos em Curitiba; “achei que fosse um disco voador”

São ao todo 50 equipes de manutenção trabalhando para restabelecer a energia nestes locais. Porém, segundo Rafael Einchelberger, gerente de manutenção da Copel, a questão não é simples de ser restabelecida. “Devido ao grande número de serviços a equipe chega e reconhece o problema. Se der resolve na hora, se não é preciso acionar uma equipe de manutenção que vem com caminhão, isola a área e trabalha no restabelecimento. Isso é demorado e o serviço pode levar de quatro a cinco horas para ser finalizado”, disse Einchelberger em entrevista ao jornal Bom Dia Paraná, da RPC.

+Viu essa? Pandemia leva dono a doar Bar CanaBenta após 14 anos de tradição

A Copel tem um sistema que mapeia as áreas com principais ocorrências. Por isso, não adianta ligar várias vezes para comunizar a falta de energia. “Isso não vai priorizar o atendimento. Vamos onde tem mais gente sem energia ou em áreas de hospitais, por exemplo”, explicou. Segundo ele, regiões com poucos consumidores acabam ficando para o final da fila. “Em Curitiba são pontos casuais”, reforçou.

Uberaba sem luz!

Um dos locais pontuais que preocupa o gerente é a região do Uberaba, que tem 33 consumidores ainda sem energia elétrica. “Lá temos uma situação complexa, com árvores caídas e postes tortos. Equipes já estão por lá para tentar resolver o quanto antes”, explicou.

O que fazer em caso de falta de luz

A comunicação de falta de luz pode ser feita pelo aplicativo para celulares da Copel, ou enviando um SMS para o número 28593, com as letras “SL” e o número da unidade consumidora. Ambas as informações podem ser trazidas ainda pelo telefone gratuito 0800 51 00 116.


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo