Em mais uma reunião para discutir a possibilidade de abertura dos shoppings centers e galerias de Curitiba, ocorrida na tarde desta segunda-feira (18), a Associação Comercial do Paraná (ACP) e demais entidades do setor dizem que os locais estão prontos para voltar ao atendimento durante a pandemia de coronavírus (covid-19).

Uma proposta pedindo autorização para abrir e contendo normas de funcionamento para evitar o contágio pela nova doença deve ser encaminhada à prefeitura de Curitiba ainda nesta semana. Além da ACP, participaram da reunião os representantes dos shoppings, do governo do estado, da prefeitura e de outras associações da sociedade civil, entre elas sindicatos de trabalhadores.

O decreto que determina o fechamento dos shoppings é estadual, mas cada município tem autonomia para optar ou não por mantê-los abertos.

Segundo a ACP, as portas dos shoppings e galerias já poderiam estar abertas a partir de terça-feira (19), seguindo as mesmas normas rígidas de reabertura do comércio de rua da capital. O documento com a proposta que será protocolado deverá conter todas as normas que deverão ser seguidas pelos lojistas, o que inclui o respeito da distância de nove metros quadrados entre as pessoas no interior das loja, uso de máscaras de todas as pessoas no interior dos shoppings e fornecimento de álcool gel. “Deveremos fazer isso entre hoje e amanhã”, informou o presidente da ACP, Camilo Turmina.

A prefeitura diz que aguarda o envio do documento com a proposta ACP, mas explica que a batida do martelo vai depender de uma análise feita com base em questões técnicas, considerando o controle da doença na capital e o funcionamento adequado dos estabelecimentos. Em nota, a prefeitura também lembra que o decreto que determina o fechamento dos shoppings é estadual.

Para Camilo Turmina, o que traz segurança para a proposta de reabertura são as boas condições do sistema de saúde de Curitiba, que tem apresentado índices satisfatórios no combate do coronavírus (covid-19). “As regras sanitárias precisam ser rígidas para garantir que as boas condições da cidade continuem assim. Seguindo os protocolos e sem fazer promoções que atraiam muitas pessoas, há condições de abrir”, garante.

Segundo o vice-governador do Paraná, Darci Piana, que participou da reunião e é o encarregado da retomada da economia no estado pós-pandemia, a decisão do governo sobre a possibilidade de reaberturas de shoppings ainda depende de um série de fatores, entre eles a avaliação da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). Também a avaliação da condição sanitária, caso a caso, de cada cidade do estado, incluindo Curitiba. “A discussão foi bastante produtiva nesta tarde, porém o tema requer mais debate até que se chegue a um entendimento da melhor medida a ser tomada. Para que o governador tenha uma base sólida para tomar as decisões”, afirmou Piana.

Uma nova reunião sobre o tema deve ocorrer nesta terça-feira (19), com o mesmo grupo de participantes. Ainda não há horário definido. O representante da prefeitura de Curitiba na reunião desta segunda-feira foi o secretário de Governo Luiz Fernando de Souza Jamur.

Propostas para reabertura

– Redução do horário de atendimento para o período entre 12h e 20h.

– Instalação de cabines de desinfecção já disponíveis no mercado.

– Medição de temperatura de todos os frequentadores.

– Limitação da entrada de clientes dentro dos shoppings e das lojas de acordo com a área de cada unidade.

– Obrigatoriedade e severa vigilância no uso de máscaras.

– Orientação visual vertical e orientação sobre distanciamento entre as pessoas nos espaços comuns e no interior das lojas.

– Protocolos rigorosos de higienização de máquinas e equipamentos disponíveis ao público.

– Retiradas de bancos e sofás dos corredores.

– Distribuição de pontos de higienização das mãos em vários pontos nas áreas comuns e interior das unidades comerciais.

– Ampliação do espaçamento entre mesas nas praças de alimentação, conforme as regras sanitárias.

– Disponibilização de equipamentos de proteção individual a todos os funcionários.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?