A Beetools, startup curitibana que usa realidade virtual para ensinar inglês com um óculos que “transporta” o aluno para os Estados Unidos, foi um dos destaques do Smart City Expo Curitiba 2022, que ocorreu nos dias 24 e 25 de março, no Expo Barigui, em Curitiba.

A startup de educação nasceu em 2017, com o propósito de revolucionar o ensino de idiomas no país. Levou para a feira um dos expoentes do processo de ensino aos interessados em aprender um novo idioma. O óculos de realidade virtual (RV) já fazia parte do planejamento dos sócios, mas com a pandemia de Covid-19, que forçou escolas a fecharem as portas, profissionais do setor de educação, incluindo as equipes de Tecnologia de Informação precisaram readaptar toda a metodologia de ensino que passaria a ser aplicada remotamente. A partir disso, os óculos de RV, antes disponíveis apenas nas escolas físicas espalhadas por sete estados, são enviados direto para a casa dos alunos para serem utilizados

Caroline Monteiro, professora e coordenadora da unidade digital da Beetools, relata que a imersão do aluno na realidade virtual colabora 100% com o aprendizado. “Queremos revolucionar o ensino do inglês no Brasil por meio da tecnologia. A imersão em realidade virtual, quando o aluno é transportado para fora do país com 100% da outra língua. Você aprende inglês com situações do dia a dia. A inteligência virtual repassa todo um conhecimento para o aluno e professor. É produtivo demais”, disse Caroline.

Lanchonete, hotéis, aeroportos

Quando o aluno coloca o óculos virtual, ele visualiza pessoas e um ambiente do cotidiano. Lanchonetes, hotéis e aeroportos são alguns dos pontos que estão no sistema que funciona a partir do aplicativo que está instalado no aparelho celular. No caso da lanchonete, o atendente pergunta o que deseja, se quer algo para complementar o pedido e ainda tem os pedidos dos amigos que é possível acompanhar.

Depois de terminar esse “transporte” para a América do Norte, o aluno faz os exercícios e repassa ao professor. O “teacher” ouve a resposta do aluno e faz as observações necessárias como erros de concordância, uma palavra errada e orienta. Tudo isso ao vivo e com exclusividade ao aluno, ou seja, não compete as dúvidas com os colegas de classe. “Cada etapa tem o um tempo definido. O aluno faz os exercícios e depois tem um acompanhamento com o professor. Usamos instrumentos como RPG que promove a fala e a interação. A conversação é fundamental”, comentou a professora.

Inovador e de fácil acesso

O Smart City Expo Curitiba 2022 recebeu 10,2 mil visitantes presenciais de 30 nacionalidades. A argentina Solange Porto, passou pelo espaço Smart Plaza Vale do Pinhão, uma espécie de “coração” do evento e que mostrou as inovações que estão sendo desenvolvidas em Curitiba.

Ao perceber a movimentação das pessoas diante do óculos da realidade virtual, não perdeu tempo. “É interessante a proposta, pois atender a acessibilidade de todos. É inovador, interativo e a implementação da tecnologia que acompanha o produto é excelente. Está aprovado e queria essa oportunidade na Argentina”, confidenciou Solange.

Como ter acesso ao óculos RV?

Naturalmente é preciso ser aluno da rede Beetools. Em Curitiba, são 4 escolas (Juvevê, Champagnat, Portão e no Santo Inácio), e uma na cidade de Pinhais. Para verificar valores e melhor opção de atendimento, o site da escola é uma boa opção.

São vários pacotes e módulos que atendem desde pessoas que não tem nenhuma relação com a língua inglesa ou mesmo aqueles que buscam um intensivo para colocar o conhecimento da prática fora do país.