Com crescimento acelerado, a TROC abriu sua temporada de contratação desde o segundo semestre de 2020, quando viu subir rapidamente a procura por roupas de segunda mão em sua plataforma de moda circular. Só de abril até dezembro, o número de peças processadas cresceu mais de 120% e fez o número de funcionários subir mais de 80%.

Agora, a plataforma está com vagas em aberto e está contratando mais de 100 pessoas nas áreas de curadoria, fotografia, logística, tecnologia e marketing. Os salários variam de R$ 1,3 mil até R$ 8 mil.

+ Leia mais: Servidores podem ter salários congelados por 3 anos por novas regras do auxílio emergencial

Com a previsão de chegar, nos próximos meses, ao patamar de 30 mil peças processadas mensalmente, a startup prepara seu time para atingir a marca de forma sustentável, garantindo a qualidade que é uma de suas marcas. Para a CEO da TROC, Luanna Toniolo, para fazer parte da equipe é fundamental que a pessoa esteja disposta a encarar desafios e, principalmente, participar da grande transformação que o resale está trazendo para a indústria da moda.

“A TROC é uma empresa diversa em sua essência e nosso time já reflete isso. Para fazer parte da nossa equipe é necessário estar alinhado com nossos valores e gostar de trabalhar com moda. Somos curiosos, interessados e enfrentamos desafios todos os dias. É isso que respiramos aqui”, conta Luanna.

Segundo a Head de People da TROC, Rafaella Dias, as vagas para trabalho presencial em Curitiba são nas áreas de curadoria, fotografia e estoque. Já para a área de marketing e tecnologia, algumas oportunidades são para trabalho remoto.

Os interessados podem se candidatar para as vagas a partir do perfil da empresa no LinkedIn ou enviar o currículo para o e-mail vagas@troc.com.br.

“Manteremos um fluxo constante de contratações nos próximos meses porque queremos desenvolver nossas lideranças, deixando todo time preparado para este crescimento acelerado. Estamos implementando um ritmo de forma a manter e replicar nossa cultura para os novos integrantes que estão chegando”, conta Rafaella.