O julgamento do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho, acusado de provocar a morte de dois jovens em um acidente de trânsito em 2009, será nos dias 27 e 28 de fevereiro, conforme decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido da defesa de Carli Filho, para ‘desaforar’ – transferir o juízo de Curitiba para outro local –  a ação, foi recusada pelo ministro da corte suprema, na tarde desta sexta-feira (23).

A decisão foi comemorada pelo advogado das vítimas, Elias Mattar Assad. Em sua rede social, Assad postou fotografias que mostram a decisão do magistrado. Na mensagem, o advogado confirma que o ex-deputado vai à júri em Curitiba. “Ele vai a Júri! STF acaba de publicar decisão do Ministro Gilmar Mendes, negando seguimento ao pedido da defesa de Carli Filho”, afirmou Assad.

O pai de um dos rapazes, Gilmar Yared, também celebrou a decisão do magistrado, relembrando os anos em que aguarda o julgamento do ex-deputado. ” Saiu a decisão do relator Ministro Gilmar Mendes do STF!
Negado seguimento ao HC [Habeas Corpus]. Após 9 anos de luta enfim o júri popular irá sair. Ninguém está acima da lei. Um país sem Justiça é um país sem futuro”, destacou.

Senhas para assistir júri de Carli Filho já acabaram e muita gente que queria ficou sem