Suspeito de participar do assalto que terminou na morte de um agente penitenciário dentro de um mercado, no Cajuru, Alexandre Borges da Silva, 23 anos, disse ontem que é inocente. Ele foi preso, no fim da tarde de sexta-feira, por policiais militares do 20.º Batalhão da PM, com 50 gramas de maconha. Alexandre nega participação no assalto e diz que é apenas usuário de drogas. “Provavelmente eu estava com a minha filha e sobrinhos naquela noite”, alega Alexandre, que permanece preso por tráfico de drogas.

Reconhecido

Ele foi detido na frente de casa, na Vila Autódromo, Cajuru, depois de ser reconhecido por uma vítima que acionou a polícia. Duas testemunhas foram até a Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) e o reconheceram como um dos autores do assalto. Além da droga, dentro da casa do suspeito, a polícia encontrou uma balança de precisão. “Não sou assaltante. Sou apenas usuário de maconha. Isso vai ser provado”, afirma.

A polícia ainda está à procura dos demais assaltantes, entre eles o atirador. Segundo a polícia, Alexandre já tinha passagem por roubo e uso de droga.