Um acidente com um táxi deu um baita susto nos clientes de uma cafeteria, que fica na esquina das Ruas Augusto Stresser e Camões, no bairro Hugo Lange, em Curitiba, na tarde desta sexta-feira (20). O motorista do veículo passou mal ao volante, subiu a calçada, atropelou uma placa e semáforo e só não invadiu o estabelecimento porque o carro não “passou” na porta. Havia uma passageira no banco de trás, mas ela não se feriu. Na cafeteria, uma cliente só não se machucou porque conseguiu correr de volta para dentro.

O acidente aconteceu pouco antes das 14h. O motorista descia a Rua Augusto Stresser, sentido Juvevê, quando testemunhas o viram com a cabeça baixa no volante. Em seguida, ele atravessou a pista contrária e foi na direção da calçada. O veículo não acertou nenhum outro veículo estacionado na região e não atingiu ninguém na calçada.

Leia mais: Rapaz de 18 anos, sem CNH, é detido após acidente com morte

“O primeiro impacto que ouvimos acho que foi ele batendo na placa com o nome da rua e no semáforo de pedestres. Em seguida, já vimos a pancada aqui na porta”, contou o dono do Café do Canto, Rocio Piotto, que estava lá dentro com quatro clientes.

Uma das clientes, dona de uma loja quase ao lado, contou que foi até lá só para comprar uma água. “Quando eu estava saindo, só vi aquela coisa laranja vindo na minha direção. Só deu tempo de correr pra dentro de volta. Só depois vi que era um táxi com uma passageira dentro”, disse a jovem. Felizmente, ninguém se machucou.

Foto: Átila Alberti
Foto: Átila Alberti

O motorista de táxi, de 53 anos, foi atendido pelo Siate, medicado e liberado no local mesmo. Mas não por ter se machucado com o acidente, e sim por ter passado mal. Ele ficou acompanhando os desdobramentos do acidente. A passageira, que estava no banco de trás e usando cinto de segurança, não se machucou. Como ela tinha uma consulta médica marcada, a empresa de táxi a colocou em outro veículo para leva-la ao compromisso.

Motorista morre ao fazer retorno no Atuba. Polícia não descarta mal súbito