A Urbanização de Curitiba (Urbs), responsável por gerenciar o transporte público da cidade, confirmou na manhã desta sexta-feira (28) que as canaletas dos biarticulados estão liberadas para o fluxo de taxistas.

A medida acontece por conta da paralisação de várias categorias, entre elas a dos motoristas e cobradores, por conta do dia de greve geral, uma manifestação nacional dos trabalhadores contra as reformas dos sistema previdenciário e trabalhista.

Cadastramento

Desta vez, porém, a Urbs não liberou o cadastramento de vans e motoristas para o transporte de passageiros por Curitiba e quem esperou na fila perdeu a viagem. “Eu liguei ontem e me infirmaram que teria cadastramento, então vim pra rodoferroviária às 4h e estou até agora aguardando”, contou Aldair Ramos, 30 anos, que esperou até 8h.

Assim como ele, o motorista Divonei Souza Bueno também queria trabalhar durante a greve geral. “Cheguei às 7h e não tinha ninguém da Urbs aqui. As informações estavam bem desencontradas, mas, não desistimos”, disse.

Mesmo sem cadastramento, alguns veículos de lotação estão rodando pela cidade. No entanto, o serviço não foi autorizado.

Só um dia

A Urbs decidiu não fazer o cadastramento de veículos particulares porque é apenas um dia de paralisação. Diferente de uma greve de categoria que não tem prazo para terminar