As fortes chuvas previstas para esta segunda-feira (18), pelo alerta laranja emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), já atingiram alguns bairros de Curitiba. De acordo com informações divulgadas às 19h pela Defesa Civil, a capital registrou uma precipitação acumulada de 64,6 mm. Já as rajadas de vento foram de até 27,4 km/h, conforme dados do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar).

LEIA TAMBÉM – Greca mantém para quarta-feira início de vacinação contra covid-19 em Curitiba

Houve quatro registros de quedas de árvores ou galhos grandes com bloqueio em via pública, nos bairros Mercês, Hugo Lange e São Braz (duas), além de três solicitações para fornecimento emergencial de lona para os bairros Abranches, Cajuru e Boa Vista.

A Defesa Civil registrou sete pontos de alagamento no Bairro Alto (dois), Alto da XV (dois), Tarumã, Cajuru e Bacacheri. Até o momento, não houve casos de pessoas feridas nem de que precisaram sair de suas casas (desabrigados ou desalojados).

Houve inundações nas imediações das ruas Fernando Amaro, Simão Bolivar, Marechal Deodoro e Conselheiro Carrão, no Alto da XV. Na Rua Fernando Amaro, dois condomínios tiveram garagens inundadas. Ainda, um muro caiu na Rua José Wosch Sobrinho, 178, no Tingui.

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil alerta que há previsão para novas chuvas regionalizadas durante o período da noite. O órgão continua em constante monitoramento para possíveis atendimentos.

A orientação é que o cidadão evite sair de casa. Se a pessoa já estiver na rua, deve evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, estando a pé ou de carro. Debaixo de chuva, o motorista deve redobrar a atenção, reduzir a velocidade e manter uma distância maior do carro da frente.

VEJA AINDA – Primeira dose da vacina contra covid-19 no PR será dada no Hospital do Trabalhador, nesta segunda-feira

O cidadão que precisar comunicar a Prefeitura sobre estragos provocados pela chuva deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão, pelo site (www.central156.org.br) ou pelo aplicativo do serviço. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 (alagamentos) e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão, que registra as solicitações para retiradas de árvore) e pelo 153 (Centro de Operações da Guarda Municipal – fornecimento de lona).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193 – resgate) e pela Copel (falta de luz).

A quem pedir ajuda?

A pessoa que precisar comunicar a prefeitura sobre estragos provocados pela chuva deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão, pelo site www.central156.org.br ou pelo aplicativo do serviço. Conforme a administração municipal, o atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

LEIA AINDA – Corpo de jovem que se afogou em Matinhos é encontrado por pescadores do Litoral

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193 – resgate) e pela Copel (falta de luz).