Policiais Civis da Delegacia de Colombo/Sede prenderam em flagrante, no último dia 6, após intensa troca de tiros Marcos de Souza Alves, o “Marquinhos”, 34 anos, pela prática do crime de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, com a numeração suprimida.

Contra “Marquinhos” havia quatro mandados de prisão expedidos. Ele é investigado em pelo menos 12 homicídios ocorridos somente em Colombo. “Marquinhos” ainda tentou ludibriar os policiais se apresentando com um documento falso em nome de Tiago Reis Lima.

O RG falso era de São Paulo. Segundo o delegado-titular da Delegacia de Colombo/Sede, Erineu Portes, “Marquinhos” era foragido do sistema penitenciário desde 2010.

“Desde então, passou a cometer crimes. A investigação que culminou na prisão dele durou meses, já que ‘Marquinhos’ sempre estava mudando de residência. Ele nunca pernoitava seguidamente no mesmo lugar. O serviço de inteligência da Delegacia de Colombo/Sede passou a monitorar informações e no dia 06 conseguiram prendê-lo em flagrante”, contou o delegado.

Prisão

Os investigadores da Delegacia de Colombo/Sede foram até o local onde “Marquinhos” estava. Na chegada dos policiais, o suspeito fugiu para uma mata, de onde ele e comparsas atiraram contra a equipe policial, que revidou. “Foi feito um cerco na região e “Marquinhos” acabou sendo encurralado pelos policiais”, contou Portes.

No momento da prisão, “Marquinhos” portava uma pistola calibre 9 milímetros municiada com 13 munições intactas. Além dos vários inquéritos policiais de homicídio em que “Marquinhos” é apontado como um dos autores no município de Colombo, ele também é investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pela Delegacia de Almirante Tamandaré por crimes ocorrido em Curitiba e Tamandaré. “Marquinhos” está preso à disposição da Justiça.