Os pais de uma criança, de 3 anos, denunciaram o tio-avô da menina à polícia depois de descobrirem que ele abusou sexualmente dela. Por volta das 22h de segunda-feira (19), a mãe ouviu o choro e foi ao quarto da filha verificar qual era o incômodo. Percebeu que havia esperma nas roupas da criança. De acordo com o relato dela, o tio-avô, de 46 anos, havia se masturbado enquanto bolinava a menina.

Enfurecidos, os pais chamaram a Polícia Militar, que imediatamente foi até a Vila Santa Maria, em Piraquara, e prendeu o suspeito. Ele foi levado para a delegacia da cidade. “Não ofereceu resistência à prisão. Estava bêbado e drogado. Ainda bem que a mãe nos chamou a tempo, evitando que o estupro fosse consumado”, disse o soldado Edson do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd).

Visita

Segundo o policial, o homem foi visitar os familiares e iria dormir na casa, mas depois que os pais da menina se recolheram, ele atacou a criança, que tinha sido colocada para dormir no quarto ao lado. As roupas da menina foram entregues pelos PMs na delegacia e foram encaminhadas para perícia. Durante a manhã desta terça-feira (20), o suspeito e os pais da criança foram ouvidos pelo delegado. A reportagem fez vários contatos com a delegacia, mas não foi informada do conteúdo dos depoimentos.

Conforme números da Secretaria Especial de Direitos Humanos do Governo Federal, de cada quatro denúncias de abuso e exploração sexual infantil registradas no ano passado pelo Disque 100, uma ocorreu no Paraná. Foram feitas 1,7 mil ligações em todo o Estado. De Curitiba foram feitas 319 denúncias e, em segundo lugar, veio Foz do Iguaçu, com 91 telefonemas.