Policiais rodoviários federais prenderam em flagrante dois assaltantes de postos de combustíveis e evitaram que uma mulher e uma criança fossem feitas reféns, na madrugada de ontem, em Mandirituba.

Os suspeitos Willian Milani Pereira dos Santos, 20 anos, e Natacha Jusczcah Vitória, 26, foram encaminhados à delegacia de Fazenda Rio Grande e autuados por tentativa de latrocínio.

Segundo Marcelo Cidade Vieira, chefe de operações da Delegacia Metropolitana da Polícia Rodoviária Federal, por volta da meia-noite de anteontem, policiais foram recebidos à bala ao verificar o assalto a um posto de combustíveis, no quilômetro 135 da BR-116.

Os ladrões chegaram com uma caminhonete S-10 placa AGP-2984 com alerta de roubo. Enquanto o frentista abastecia o veículo, eles deram voz de assalto ao atendente do caixa. O funcionário percebeu o roubo e correu com a chave da caminhonete.

Tiros

O trio ainda pegava o dinheiro do caixa, pouco mais de R$ 1 mil, quando uma testemunha percebeu a estranha movimentação e chamo a polícia. Quando os ladrões se preparavam para fugir, um deles ainda atirou à queima-roupa no vigia, que foi salvo pelo colete balístico.

Os ladrões receberam os policiais à bala. Sem as chaves do carro, o trio fez ligação direta, no veículo e escapou. Cerca de três quilômetros à frente, o carro parou de funcionar e os bandidos fugiram a pé. No trajeto da fuga, eles também teriam tomado um táxi.

Reféns

Cerca de quatro horas depois, os policiais descobriram que o bando estava escondido na casa de uma conhecida deles. “Antes que os ladrões conseguissem fazer as duas moradoras reféns, os agentes conseguiram entrar na casa e deter os assaltantes”, contou.

Willian e Natacha foram presos em flagrante, mas o terceiro assaltante, que já está identificado, conseguiu fugir levando a pistola do vigia e metade do dinheiro. Com os presos, foram recuperados o veículo S-10, parte do dinheiro e um revólver calibre 38.