Um trabalhador que fazia trabalho de pintura no sétimo andar de um prédio de alto padrão no Hugo Lange caiu e morreu na hora na manhã desta terça-feira (12) na Rua João Américo de Oliveira. Eder Prestes dos Santos, 40 anos, chegou a ser atendido pelo Siate, mas não teve chances de sobreviver.

No segundo andar, era possível ver a tinta que foi jogada pelo pintor no momento da queda. Os socorristas e os policiais militares não souberam dizer se no momento do acidente o homem usava equipamentos de segurança.

A informação, não confirmada pelos responsáveis pela obra, é de que Eder era um dos sócios da empresa que prestava os serviços de pintura para o condomínio.

Nenhum representante da obra, nem da empresa, quis falar com a imprensa. Apesar de a obra estar em finalização, alguns apartamentos já estão ocupados e os moradores, que não se pronunciaram, ficaram em pânico.

A perícia do Instituto de Criminalística deve apontar se o homem usava ou não os equipamentos necessários para trabalhar nas alturas e se houve ou não negligência por parte do trabalhador. A investigação corre pelo Ministério Público do Trabalho.

Paraná Online no Google Plus

Paraná Online no Facebook